Base alvinegra empolga o clube para a sequência da temporada

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Igor Rabello marcou o gol de empate dp Botafogo diante do Palmeiras, no Nilltão

Vitor Silva/SSPress/Botafogo

No time titular estavam o lateral-direito Marcinho, o zagueiro Igor Rabello e os volantes Gustavo Bochecha e Matheus Fernandes. No banco de reservas, os zagueiros Marcelo Benevenuto e Yago e os atacantes Ezequiel e Pachu. Todos revelados nas categorias de base do Botafogo e relacionados para o empate por 1 a 1 com o Palmeiras, na noite de segunda-feira, pela estreia dos dois times no Campeonato Brasileiro.

O excesso de jogadores da base sendo aproveitados no time principal é algo que animado o técnico Alberto Valentim e os dirigentes. Afinal de contas, em um mercado cada vez mais complicado de ser buscar peças, ainda mais com a delicada situação financeira, é um diferencial importante. Principalmente quando se tem pela frente um desgastante Brasileirão, disputado em paralelo com a Copa Sul-Americana.

“Logicamente que para qualquer treinador é sempre muito importante pode recorrer às categorias de base para buscar soluções dentro do elenco. O Botafogo vem trabalhando para ter progressos neste sentido e os frutos estão sendo notados. Claro que este é um trabalho que demanda muita prudência para você não expor jogadores. Mas fico feliz de poder contar com peças no grupo. O Bochecha, por exemplo, era um jogador que vinha sendo observado e que estava agradando nos treinos. Acabou conseguindo ganhar a sua oportunidade e correspondeu. Isso é muito importante”, analisou Valentim.

O elenco do Botafogo ganhou folga desta treça-feira (17) e a reapresentação está marcada para hoje, quando começa a preparação para o duelo contra o Sport, na segunda-feira.