Brasileiro vence prêmio de gol mais bonito do mundo em 2015

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Wendell Lira venceu disputa na internet e conquistou o Prêmio Puskas, dado ao gol mais bonito da temporada

Reprodução

O atacante Wendell Lira viveu nesta segunda-feira (11) o que pode ser chamado de conto de fadas. Isso porque ele superou Messi e Alessandro Florenzi na votação popular e levou o Prêmio Puskás com o gol mais bonito de 2015. O feito aconteceu quando ele defendia o Goianésia - contra o Atlético-GO e aconteceu na nona rodada da primeira fase do Campeonato Goiano, no dia 11 de março. Ele tabelou com Da Matta, que deu uma assistência por cobertura, deixando os zagueiros vendidos. Em velocidade, o atacante estava ultrapassando a linha da bola, mas se virou com uma meia-bicicleta e marcou um golaço.

Emocionado, Wendell Lira subiu ao palco em Zurique, agradeceu aos familiares por todo o apoio e mandou uma mensagem para os brasileiros.

“Quero agradecer muito à minha família, e à nação brasileira que votou em mim. Minha mulher e minha filha são tudo na minha vida”, disse o brasileiro, que encerrou o emocionado discurso lembrando a história de Davi e Golias.

Natural de Goiânia, Wendell Lira foi uma das principais promessas de uma geração do Goiás que revelou nomes como o zagueiro Rafael Toloi e o lateral-direito Douglas, que estão atualmente no futebol europeu. As constantes lesões no início da carreira atrapalharam o atacante, que não conseguiu se firmar no Verdão e atuou por outros clubes do estado, como Trindade, Anapolina e Goianésia, onde disputou o último Campeonato Goiano. Após passagem discreta pelo Tombense na Série C, Wendell fechou com o Vila Nova.

Penta – Após dois anos sendo desbancado por Cristiano Ronaldo, Lionel Messi voltou a ser eleito o melhor jogador do mundo. Nesta segunda-feira, em cerimônia realizada em Zurique, na Suíça, o craque do Barcelona venceu o prêmio Bola de Ouro pela quinta vez. O camisa 7 do Real Madrid ficou em segundo lugar, seguido por Neymar.

Com 28 anos, o camisa 10 do time catalão já havia levantado o troféu em quatro ocasiões: 2009, 2010, 2011 e 2012 e, depois mais uma boa temporada com a equipe catalã, faturou o prêmio referente ao ano de 2015.

“É especial estar aqui depois que a Bola de Ouro foi para o Cristiano Ronaldo nos dois últimos anos. É um prêmio que eu sonhava quando pequeno. Quero agradecer a quem votou em mim e aos meus companheiros. Sobretudo, quero agradecer ao futebol de modo geral. Boa noite a todos e muito obrigado”, disse o argentino, assim que recebeu o prêmio.

Outro brasileiro tinha a chance de interromper a sequência de vitórias de Messi e Cristiano Ronaldo. Neymar foi o primeiro finalista do país desde que Kaká levou o troféu para casa, mas terminou em terceiro ao receber 7,86% dos 498 votos de capitães e técnicos das seleções, além de jornalistas. Messi levou 41,33% e Cristiano Ronaldo 27,76%.

Seleção – O Brasil também dominou a seleção do ano da Fifa com quatro representantes: Daniel Alves, Marcelo, Thiago Silva e Neymar. Eles se juntam a uma equipe que tem Neuer, Sergio Ramos, Iniesta, Pogba, Modric, Messi e Cristiano Ronaldo. A escolha foi feita com base nos votos de 25 mil jogadores espalhados por 70 países do mundo da bola.