NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Celeiro de talentos da ginástica

Aluna da CWB, Manuela Garcia, de 8 anos, foi campeã estadual de ginástica de trampolim na última semana

Carla Barbieiro / Divulgação

Um sonho moldado a saltos, movimentos e acrobacias na busca para revelar talentos ao esporte brasileiro em uma modalidade que possui campeões desde cedo. Foi assim que os professores Marcela Scatena e Fellipe Venturino criaram há oito anos, em Niterói, a CWB Ginástica, voltada para a prática de ginástica artística e de trampolim. A equipe, em parceria com a ONG Criança Feliz se associou à Federação de Ginástica do Estado do Rio de Janeiro e vem conquistando diversos títulos no âmbito regional. No último final de semana, a CWB conquistou o título estadual de ginástica de trampolim na categoria mirim.

Uma das idealizadoras do projeto, a professora Marcela Scatena explicou qual a metodologia aplicada para treinar as crianças e conquistar bons resultados. 

“A metodologia de nosso trabalho é desenvolvida através de turmas niveladas por nível técnico.

 “As turmas nível 1 possuem um programa voltado a crianças iniciantes sem experiência anterior com a modalidade e possui carga horária de 1h por aula, duas vezes por semana. A turma nível 2 é destinada a alunas mais desenvolvidas que são aprovadas nas avaliações e para a transição de nível. A equipe de treinamento, que chega a ter carga horária de 5 horas diárias, é composta por talentos detectados em escolas e creches a partir de 4 anos de idade, e tem o objetivo de formar atletas de base e que representem o nosso trabalho em competições regionais, estaduais e nacionais”, afirmou.

Outro desafio para o trabalho de treinadores de ginástica artística e de trampolim é disciplinar as crianças e deixá-las concentradas para competir e evoluir no esporte, conforme explica Manuela. 

“Grande parte dos pais chega até nós com o objetivo de introduzir seus filhos em um ambiente que possa proporcionar muito além de desenvolvimento técnico, mas que possa agregar valores à personalidade das crianças desde muito cedo, como responsabilidade, comprometimento nos treinos, determinação e persistência. Em todos os níveis buscamos trabalhar estes valores em nossos alunos, não importando a idade. Aqui nossos alunos ajudam uns aos outros e mesmo os menores são disciplinados e organizados. Quando estes valores são passados para as crianças desde muito cedo, o amadurecimento delas é visível”, explicou.

Este amadurecimento é visto nos resultados apresentados pela equipe desde 2015, quando o grupo conquistou o título estadual de ginástica artística no individual geral, no solo e na trave com a jovem Ana Sophia Gracia, de 6 anos. Na semana passada, com Manuela Garcia, de 8 anos, a CWB faturou o título estadual de ginástica de trampolim na categoria mirim. Manuela destacou a importância destes resultados para a equipe e para a cidade de Niterói, já que o Estadual é disputado anualmente e gera visibilidade à cidade.

Scroll To Top