Desfalques para Tite no Parque dos Príncipes

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O técnico Tite realizou testes na Seleção e observou os jogadores durante o segundo treino realizado em Paris visando os últimos amistosos deste ano

Pedro Martins / MoWA Press

A Seleção Brasileira voltou aos treinos em Paris, visando os últimos compromissos do ano: amistosos contra Japão, no dia 10, e contra Inglaterra, no dia 14 de novembro.  Nesta terça-feira (7), porém, o palco foi diferente das atividades da última segunda. Conhecido de alguns convocados do técnico Tite, o estádio Parque dos Príncipes, casa do Paris Saint-Germain, recebeu a delegação brasileira. O meia Diego e o atacante Diego Souza chegaram à França nesta tarde e se uniram ao grupo verde e amarelo.

Apesar de integrar a delegação, Diego se apresentou com um problema médico, realizou trabalhos de fisioterapia e ainda será submetido a exames. Junto o flamenguista, também foram desfalques Philippe Coutinho e Fernandinho. O meia do Liverpool segue em fase final de recuperação muscular, e é baixa quase que confirmada para o duelo diante dos japoneses, apesar de poder treinar com bola a partir desta quarta. Já o volante do Manchester City foi poupado para evitar o desgaste, mas deve estar à disposição para a próxima partida. Diego Souza treinou normalmente. 

Entre os 25 nomes da lista de convocados para defender o Brasil nos últimos compromissos do ano, quatro deles vestem a camisa do PSG. São eles o lateral direito Daniel Alves, os zagueiros Marquinhos e Thiago Silva e o astro da equipe, Neymar, que foi contratado pelos parisienses no começo da temporada pelo maior valor já pago na história do futebol mundial.

Diferentemente do que aconteceu no último trabalho, o treino desta terça contou com a presença de Alex Sandro, Miranda, Marcelo, Thiago Silva, Casemiro, Giuliano, Renato Augusto, Douglas Costa e Firmino. Na segunda, eles ficaram na academia fazendo exercícios de recuperação e não foram ao gramado do estádio Sébastien Charlety, também localizado na capital francesa.

Com isso, todos os convocados por Tite, com exceção de Diego, Coutinho e Fernandinho, estiveram no gramado e participaram das atividades. O foco dos treinos do dia foi a parte tática, com o treinador comandando trabalhos em campo reduzido, visando a posse de bola sob marcação pressão. Não foi feito nenhum esboço da provável equipe titular para a próxima partida.

Buscando aproveitar ao máximo as oportunidades de jogo para se preparar para a Copa de 2018, na Rússia, a Seleção treina novamente nesta quarta-feira, a partir das 12h30 (de Brasília). A equipe verde e amarela realiza amistosos com o Japão na próxima sexta, às 10h, na França, e com a Inglaterra na próxima segunda-feira, às 18h, em Londres. 

Inglaterra – A seleção inglesa, futura adversária da Seleção Brasileira, segue tendo que lidar com os cortes na convocação. Após perder três jogadores do Tottenham, o técnico Gareth Southgate foi informado nesta terça-feira que não poderá contar com os volantes Fabian Delph (Manchester City) e Jordan Henderson (Liverpool), e com o atacante Raheem Sterling (também do Manchester City).

Com a lista de novos cortes divulgada no começo desta tarde pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA), o time nacional inglês totaliza seis baixas. Alegando que os atletas não terão condições físicas para encarar Alemanha e Brasil, nesta ordem, a entidade já havia informado que o meia Harry Winks e os atacantes Harry Kane e Dele Alli, os três do Tottenham, seriam desfalque pelo mesmo motivo.

Para o lugar do trio do cube londrino, a FA publicou que Jake Livermore ocupará o lugar de Winks enquanto Michael Kane entrará na vaga de Alli. O nome dos outros substitutos, além de detalhes em relação às baixas serão oficializados em breve.

Já garantida na Copa do Mundo sem a necessidade de disputar a repescagem, a Inglaterra tem mais dois amistosos  antes do final do ano. No dia 10, encara a seleção alemã e no dia 14 recebe o Brasil no estádio Wembley.