Dia de novidades para a Seleção Brasileira feminina

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Emily Lima foi apresentada como treinadora da Seleção feminina de futebol

Foto: Kin Saito / CBF

Nesta quinta-feira (03), Emily Lima foi oficialmente apresentada como técnica da Seleção Brasileira feminina de futebol. Ela foi anunciada na última segunda (31), assumindo a vaga de Oswaldo Alvarez, o Vadão.

A ex-treinadora do São José afirmou que admira o trabalho de Tite, que comanda a Seleção masculina. Por isso, ela pretende pedir conselhos ao técnico. “Uma das perguntas que fiz ao presidente foi se eu poderia trocar ideias com o Tite. Eu já vinha pensando nisso, eu gostaria de estagiar, espero que aconteça, vai engrandecer meu trabalho”, revelou.

Emily também ressaltou que está realizando um sonho ao assumir as meninas do Brasil. “Meu principal sonho era estar aqui. Esse sonho está sendo realizado. O outro é ver a modalidade ser reconhecida no Brasil. Para mim, é um sonho ver a modalidade onde ela merece estar”, enfatizou. 

Marta – A Fifa anunciou nessa quinta ()3) as dez indicadas ao prêmio de melhor jogadora da última temporada. Ao contrário do ano passado, quando foi “esquecida”, a camisa 10 desta vez não passou batido. Ela é a única representante brasileira. Campeã olímpica no Rio de Janeiro, a seleção alemã conta com três atletas entre as selecionadas.

Marta foi o principal destaque da campanha da Seleção Brasileira durante o Rio 2016. Guiando o time verde e amarelo até a semifinal, onde acabou caindo para a Suécia nos pênaltis, a camisa 10 ainda teve a oportunidade de garantir, ao menos, o bronze contra o Canadá, mas amargou a quarta colocação.