NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Disputa eletrizante marca etapa brasileira de canoa havaiana

Passando pelas principais praias da Região Oceânica, canoístas enfrentaram 24 quilômetros de reamada em Niterói

Bárbara Campbell / Va’a Pro Brasil

A paisagem da Região Oceânica de Niterói, Rio de Janeiro, ficou ainda mais bela no último sábado, dia 18 de agosto, com as canoas havaianas que disputaram a primeira etapa do Va’a Pro Brasil, campeonato brasileiro da modalidade no modelo OC6. A estrutura montada na praia de Itaipu recebeu mais de 500 atletas, e foi palco da consagração dos melhores remadores do país e da celebração da prática esportiva que cresce ano após ano no Brasil.

O topo do pódio foi diversificado entre estados nas disputas na categoria elite. A grande vencedora entre as mulheres foi a equipe Vênus, de Santos, São Paulo, que remou no menor tempo os 24 km do percurso. No masculino, o time He’e Nalu Roots Club, de Cabo Frio, Rio de Janeiro, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar. A competição na categoria open entre clubes premiou a equipe capixaba Vitória Va’a, no feminino, e os baianos da Nui YCB Va’a, no masculino.

Os integrantes das formações dos vencedores também lideram a corrida pelas vagas nas disputas internacionais. As três melhores equipes na classificação geral da temporada garantem vaga no campeonato Sul-Americano deste ano, que acontecerá na praia do Forte, em Cabo Frio, Rio de Janeiro, entre os dias 17 e 21 de novembro. As etapas do Va’a Pro Brasil também classificarão a equipe líder no geral para o Mundial de 2019 da modalidade, que será disputado na Austrália.

Gerações – Atletas de diversas idades se reuniram na etapa de Niterói do Va’a Pro Brasil. As jovens da Hoe Mana, de Santos, lideraram as provas nas categorias júnior 16 e júnior 19, enquanto os rapazes do He’e Nalu Roots Club foram os melhores no masculino. Na outra extremidade da lista de premiados, a categoria 60+ laureou no feminino a equipe Canuí, de Brasília, Distrito Federal, e no masculino os niteroienses da 60+ Niterói.

A categoria 40+ contou com provas em elite e clubes. Os melhores na elite foram os remadores da Moana Kimi, no feminino, e Rio Va’a, no masculino, enquanto as mulheres da Mana Brasil e os homens da Base Alpha Va’a levaram a melhor entre clubes. A categoria 50+ também recebeu disputas em duas divisões. A elite premiou as baianas da DiVa’a Bahia e a equipe de Niterói Smiles Mauna Loa, enquanto os clubes Vagalume Va’a e Ítalo Va’a venceram no feminino e masculino, respectivamente.

O evento promoveu ainda provas na categoria elite mista e estreante. Na disputa que reuniu homens e mulheres na mesma canoa, quem levou a melhor foi o sexteto da He’e Nalu Roots. Entre os estreantes, os niteroienses comandaram a festa. No feminino, Hoa Aloha venceu, enquanto os remadores da Mauna Loa cruzaram a linha de chegada em primeiro lugar no masculino. 

No Desafio Contra o Relógio - SGA Toyota, seis atletas do modelo de canoa V1 competiram em 500 metros de remada. Melhor para o casal Andressa Saboya e Mario Cavaco, que remaram o trajeto em menos tempo e ficaram com o prêmio. 

O prefeito da Niterói, Rodrigo Neves, o secretário executivo, Axel Grael, e o secretário de esporte e lazer, Luiz Carlos Gallo, prestigiaram o evento. O Va’a Pro Brasil – Etapa Niterói foi realizado pela Confederação Brasileira de Va’a, a CBVa’a, e pelo clube de canoas havaianas Mauna Loa, além do apoio da Prefeitura Municipal de Niterói

Scroll To Top