NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Disputa na orla de São Francisco

Com grande número de adeptos dentro dos domínios da Cidade Sorriso, a canoa havaiana estará praticamente em casa durante a etapa que fecha a disputa pelo brasileiro da modalidade na temporada 2015

Reprodução

A Praia de São Francisco recebe neste sábado (27) a quarta e última etapa do Campeonato Brasileiro de Canoa Havaiana. Serão cerca de 150 atletas, de 16 a 80 anos, em busca da vitória nas categorias open, master, sênior master, júnior e cadete.

Alguns campeões da edição deste ano já foram conhecidos no decorrer das etapas anteriores, disputadas em São Paulo (duas vezes) e Vitória-ES. No entanto, a briga pelas demais posições segue em aberto, o que promete manter a competitividade entre os atletas. Além disso, as pontuações obtidas valerão para o atual ranking nacional da modalidade.

Os trabalhos começam às 8h, quando os competidores serão recepcionados para a confirmação das inscrições e entrega dos numerais. Às 9h acontece a largada da prova, que tem premiação marcada para às 18h.

Na categoria Open V1R, Murilo Pinheiro já garantiu o título, assim como Cauê Serra na Open V1. Eles são tri e tetracampeões, respectivamente. Entre as mulheres, Jessika Matos faturou o caneco da Open V1.

Outra que já comemora é Monica Masco, da Open V1R, conterrânea de Milena Amaral. Com apenas três meses de vivência no esporte, ela, que praticava o stand up paddle, representa a cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo, e conquistou o primeiro lugar ao triunfar na terceira etapa, em Vitória, ficando à frente da niteroiense Gabi Latini e Andressa Saboya, de Santos-SP. Antes, Monica também havia faturado as etapas paulistas.

Apesar de a taça estar assegurada para alguns, a expectativa é de que outros ingredientes mantenham acirrada a briga pelas posições.

“Mesmo com campeões definidos, acredito que vai ter disputa, porque existe uma bolsa-atleta para os três primeiros colocados do geral. A competição está sendo feita apenas por nós (organizadores), com o aval da Secretaria de Esporte e Lazer. Não temos nenhum tipo de apoio por parte de patrocinadores”, explica Max Moura, da Guarderya, que organiza o campeonato.

O evento é uma realização da Guarderya sob a supervisão da Confederação Brasileira de Canoagem, e tem o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer de Niterói.

As inscrições acontecem até momentos antes do início da competição. Vale lembrar que os três primeiros colocados de cada categoria ganharão medalhas. As primeiras categorias a iniciar a disputa são: V1 ParaVa’a Feminino, V1R Cadete/Júnior Feminino e V2 Mista. 

Scroll To Top