Empate amargo em São Januário

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O atacante Éderson não conseguiu superar a defesa do Avaí no empate em 0 a 0 com o time catarinense, em São Januário, pela Série B do Campeonato Brasileiro

Foto: Paulo Fernandes / Vasco

O Vasco desperdiçou uma boa chance de se aproximar da liderança do Campeonato Brasileiro da série B. Em partida disputada na noite desta quarta-feira (26), em São Januário, a equipe carioca não passou de um empate sem gols com o Avai. O time dirigido por Jorginho teve mais volume de jogo mas esbarrou na grande atuação do goleiro Renan que fez grandes defesas, principalmente no segundo tempo

O resultado fez o Vasco chegar a 58 pontos ganhos, três a menos do que o líder Atlético Goianiense. 

Antes de completar o primeiro minuto, o Vasco teve uma grande chance para marcar. Após falha de Judson, Nenê investiu pela esquerda e cruzou para Douglas Luiz que recebeu na pequena área, mas teve seu chute bloqueado pela zaga catarinense. O time carioca pressionava a saída de bola do Avaí e criava muitos problemas para o adversário.

O Vasco criou outra boa oportunidade aos nove minutos quando Nenê recebeu na área e mandou a bomba, mas a zaga bloqueou. Logo depois, Rafael Marques cabeceou e Renan fez defesa segura.

A equipe carioca seguia dominando a partida, enquanto o Avaí apenas tentava bloquear as investidas dos donos da casa. Aos 14 minutos, Rodrigo bateu falta na entrada da área e mandou a bola para longe. Um minuto depois, Ederson fez boa jogada, rolou para Junior Dutra e tocou para Nenê que bateu por cima do travessão.

Aos 22 minutos, o Vasco criou outra chance. Após cobrança de falta, Rafael Marques cabeceou forte e Renan salvou com o rosto. O Vasco continuou melhor em campo, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa catarinense.  

O Avaí criou seu primeiro momento de perigo aos 32 minutos, quando Diego Jardel recebeu na esquerda e bateu cruzado, mas Martín Silva defendeu parcialmente e a zaga aliviou.

Aos 41 minutos, Marquinhos bateu falta da esquerda e Martín Silva rebateu para aliviar o perigo.

O segundo tempo começou com um ataque do Avaí. Depois de receber de Marquinhos, Rômulo girou sobre a marcação e bateu forte, mas a bola encobriu o travessão defendido por Martín Silva. Depois do susto inicial, o Vasco retomou a pressão para tentar marcar o primeiro gol. Aos dez minutos, Douglas recebeu no bico da pequena área, mas o goleiro Renan fechou o ângulo e o volante cruz-maltino acabou oerdendo a chance de concluir. O Vasco controlava as ações, mas não conseguia criar condições para a conclusão, por causa da boa marcação catarinense. Só aos 25 minutos é que o time carioca voltou a criar uma boa jogada, numa troca rápida de passes, mas o zagueiro Betão impediu a conclusão de Thalles. A bola ainda sobrou para Nenê que bateu fraco e facilitou a defesa de Renan. 

Jorge Henrique entrou na vaga de Ederson e, na primeira participação, chutou forte e Renan fez grande defesa. O goleiro do Avaí voltou a aparecer bem em cruzamento fechado de Nenê que buscava Thalles na área.

O Vasco aumentou a pressão e Renan evitou o gol do Vasco ao defender, em grande estilo, a cabeçada de Rodrigo. Logo depois, o volante Luan colocou a mão na bola, recebeu o segundo cartão amarelo e foi excluído da partida, deixando o Avaí com dez jogadores.

Aos 41 minutos, Thalles foi derrubado na entrada da área. Nenê bateu no ângulo e Renan fez outra grande defesa, espalmando para escanteio. 

Nos minutos finais, o Vasco ainda tentou, mas o Avaí conseguiu segurar o empate.