Fla visita o River de olho na liderança

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Ficar na primeira posição dá a vantagem de decidir em casa nas oitavas de final

Gilvan de Souza/Flamengo

Em choque de dois times já classificados para as oitavas de final da Copa Libertadores, o Flamengo visita o River Plate nesta quarta-feira, às 21h45(de Brasília), no Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires, na Argentina, pela última rodada do Grupo D da competição. Os argentinos lideram com 11 pontos, dois a mais que os brasileiros, que só vão ficar com o primeiro posto se ganharem.

Ficar na primeira posição dá a vantagem de decidir em casa nas oitavas de final. Apesar de a vaga nas oitavas de final já estar assegurada, os flamenguistas entendem que a pressão pelo triunfo existe.

“No Flamengo a pressão sempre vai existir. Pois sempre temos que ganhar e somos cobrados por isso, pelo que o clube representa. Conseguimos tirar um peso importante com a vaga nas oitavas de final, mas vamos em busca de um triunfo diante do River Plate”, disse o zagueiro Rhodolfo.

O técnico Maurício Barbieri, que no sábado viu seu time perder a liderança do Campeonato Brasileiro ao empatar por 1 a 1 com o Vasco, quer sua equipe jogando com inteligência em território argentino.

“O Flamengo sabe que vai ser um jogo muito nervoso e decidido nos detalhes. Vamos precisar colocar em prática aquilo que fizemos ao longo dos bons resultados recentes. Jogando com determinação, impondo a nossa maneira e valorizando a posse de bola”, disse Barbieri.

Para este compromisso o Flamengo tem problemas. Na zaga, Réver, com dores no ombro direito, e Juan, com lesão muscular na coxa direita, ficam de fora. Assim, Rhodolfo e Léo Duarte vão compor o setor. Sem Diego, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, Geuvânio seria usado no meio-de-campo como substituto. Porém, ele sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo no último treino antes do jogo e sequer viajou com a delegação. O colombiano Marlos Moreno então herda o posto.

Pelo lado do River Plate, o técnico Marcelo Gallardo deixou claro a seus jogadores o que representa um triunfo nesta quarta-feira.

“Para nós é muito importante uma vitória, pois assim vamos acabar com uma pontuação bem satisfatória na primeira fase, já projetando os compromissos complicados a partir das oitavas de final. O Flamengo é um grande adversário, mas temos condições de anotar um triunfo”, disse.

Mesmo convocado pelo técnico da seleção argentina para a Copa do Mundo, o goleiro Franco Armani estará em campo pois foi liberado pela Associação do Futebol Argentino (AFA). Mas as principais esperanças do time recaem na dupla de ataque, composta por Ignacio Scocco e Lucas Pratto.

No primeiro turno da fase de grupos as duas equipes se enfrentaram no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), e naquela ocasião houve um empate por 2 a 2 com o Flamengo atuando sem a presença de sua torcida, punida pelas cenas de vandalismo vistas na final da Copa Sul-America.