NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Flamengo trava luta contra acomodação

O Flamengo vinha de um momento de cobranças até a semana passada, quando o empate sem gols com o Peñarol, no Uruguai, deu a classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores. Depois disso, os bons resultados voltaram a aparecer. A equipe, mesmo com uma formação alternativa, derrotou a Chapecoense por 2 a 1 pelo Campeonato Brasileiro. Depois disso, venceu o Corinthians por 1 a 0, na Arena Corinthians, em São Paulo (SP), pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Os bons resultados, porémn, na visão do técnico Abel Braga e dos jogadores, não vai mudar nunca.

Abel, princiopal alvo das críticas de parte da torcida e até mesmo dos conselheiros, é bem prático em relação ao tema.

“Isso nunca vai mudar no futebol, pois a pressão é sempre noremnal em clubes do porte do Flamengo. Mas temos que conviver com isso. Ninguém é obrigado a gostar de mim ou do meu trabalho. Eu gosto do meu trabalho. Estou feliz no Flamengo e com o meu trabalho. Porque o dia que eu não estiver feliz, eu vou embora. Não tenho multa em lugar nenhum. Tenho apoio irrestrito”, avisou Abel Braga.

Os jogadores pensam de maneira parecida.

“É importante termos tranquilidade na sequência do trabalho, pois esta tranquilidade vai ter papel importante para que a gente continue conquistando as nossas metas”, alertou o volante colombiano Gustavo Cuéllar. 

Scroll To Top