NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Liga Diamante contará com três brasileiros

O atleta Caio Bonfim, bronze na prova de 20km no Mundial de Atletismo de 2017, foi suspenso por doping por um período de 6 meses. O anúncio foi feito na tarde desta sexta (20) pela Unidade de Integração de Atletas. O brasileiro foi flagrado com a substância Bumetanida, um diurético proibido pela Agência Mundial Antidoping (Wada).

Apesar de confirmado o uso da substância antes da prova do mundial ano passado, ele não perdeu a medalha conquistada no ano passado. 
A punição passou a contar a partir do dia 1º de março de 2018, ou seja, Caio estará apto a competir novamente a partir de setembro.

O teste de Caio aconteceu entre os dias 28 e 30 de maio de 2017, pouco antes de participar de um evento em La Coruña, na Espanha. O brasileiro encerrou a prova na sexta posição. 

Os dois exames tiveram resultado positivo para a substância, que, dependendo da tese jurídica e das provas, pode dar até quatro anos de gancho. 
Notificado no mês seguinte, Caio recorreu a advogados e alegou contaminação cruzada de um dos quatro suplementos manipulados que o atleta usa.

Caio colocou o Brasil pela primeira vez no pódio da marcha atlética mundial em 2017 e é o maior nome da modalidade no país. O atleta sempre se destacou pelas competições por onde passou, conquistando títulos. 

Scroll To Top