NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Itacoatiara e sua fábrica de Big Riders

 
 

O atleta Ziul Andueza surfando no shock de Itacoatiara

Fotografo: Luiz Blanco
 

O atleta Daniel Rodrigues em Itacoatiara

Fotografo:Lucas Miler
 

Gabriel Sampaio surfando em Itacoatiara

Fotógrafo: Matheus Couto

Quando o assunto é onda grande no Brasil, o primeiro lugar que vem na cabeça de muitos  é a poderosa onda de Itacoatiara. 
 
E não é à toa que a fama dessa pequena e  poderosa praia, que tem como definição  na linguagem  indígena , Pedra Riscada,  com seus 700 metros de extensão de areia e que sustenta grandes ondulações vindas  de alto mar , ganhou repercussão mundial entre as ondas mais poderosas do Brasil. 
 
Costuma-se dizer que lá é a escola de preparação para o mundo das ondas grandes. 
 
Em meio a tantos talentos que dali já surgiram e que tiveram reconhecimento mundial como Guilherme Herdy, Bruno Santos, Dudu Pedra, Kalani Lattanzi, dentre outros, Itacoatiara continua produzindo big riders em diversas modalidades do mar. Da nova geração destacam-se Gabriel Sampaio, Daniel Rodrigues, Danilo de Souza e Ziul Andueza. 
 
Esses atletas estão estendendo seus limites com muita maestria e performance marcantes, não somente em Itacoatiara, mais principalmente na desafiadora laje do Shock (situada no outside da prainha de Itacoatiara), que é uma das ondas mais potentes e perigosas do país. 
Mas não são só atletas que tem se destacado nessa modalidade. Uma geração de talentosos fotógrafos  aquáticos e  filmakers locais vem se destacando no rastro desse crescimento e capturando registros de sessões impressionantes de surf.  Nomes como Matheus Couto, Fábio Figueiredo, Leandro Valente, Alexandre Paredes e  Aporé de Paula não perdem a oportunidade de registrar os grandes swells  na cidade. 
 
Na era da mídia digital e das redes sociais, perfis no Instagram e Facebook como os do Itacoatiara Big Wave divulgam quase que em tempo real a prática do surf de ondas grandes sempre que boas ondulações encostam por aqui.      
 
A temporada de ondas no litoral sudeste do país acontece de abril à outubro.  Fiquem ligados que ainda tem muita onda pela frente.

Scroll To Top