País de Gales vence a Bélgica e encara Portugal na semifinal

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

De virada, o País de Gales venceu a Bélgica por 3 a 1, ontem , no estádio Pierre Mauroy, em partida válida pelas quartas de final da Eurocopa. Em um confronto muito movimentado, os britânicos saíram atrás, mas foram superiores e conseguiram se garantir, em sua primeira participação, entre os quatro melhores do torneio. 

Em um começo alucinante, as duas equipes tiveram chances de abrir o placar antes dos dez minutos de partida. Lukaku recebeu a bola do lado esquerdo, cruzou para Carrasco livre dentro da área, mas o meia chutou em cima do goleiro. Meunier ficou com o rebote, bateu firme, mas a defesa salvou em cima da linha. Na sobra, Hazard ainda teve mais uma chance, mas a bola desviou e saiu em escanteio. 

Aos 12 minutos, a Bélgica abriu o placar. Nainggolan recebeu na intermediária sem marcação, resolveu arriscar o chute e acertou uma bomba no ângulo direito de Hennessey – sem chances de defesa para o goleiro. 

Depois de sair na frente, os belgas diminuíram o ritmo e se fecharam na defesa. Aos 30, os galeses chegaram bem mais uma vez e o goleiro não conseguiu evitar o gol de empate. Em cobrança de escanteio de Ramsey, Williams sobrou livre dentro da área, mal precisou pular para cabecear direto para as redes. 

Apesar de pressionado, foi o País de Gale quem conseguiu marcar. Aos 9 minutos, Robson-Kanu recebeu de Ramsey no meio de três zagueiros, deu um lindo giro para trás tirando toda a marcação e mandou no canto de Cortouis. Um golaço para dar a virada aos britânicos. 

Cada vez mais ansiosos, os belgas tentavam empurrar o adversário para o campo de defesa, mas erravam muitos lances por bobeiras. Aos 28, Alderweireld apareceu no ataque e cruzou na cabeça de Fellaini, que ganhou da defesa e mandou no contrapé do goleiro, mas para fora.

Os últimos minutos viraram uma disputa de ataque contra defesa. A Bélgica se lançou toda ao ataque e insistia em bolas cruzadas na área, mas os galeses se defendiam bem.

Até que, aos 40 minutos, os britânicos marcaram para definir o confronto. Em jogada trabalhada pelo lado direito, Gunter cruzou para Vokes na área, que subiu mais que o zagueiro e completou para o terceiro gol dos galeses.