Palmeiras encara o Vitória na Arena para esquecer clássico

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Às 11 horas (de Brasília) deste domingo, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras encara o Vitória, no Estádio Palestra Itália. Diante do time baiano, ameaçado pelo rebaixamento, o técnico Cuca tenta evitar a repetição de sua pior série pelo clube alviverde.

Contratado pelo Palmeiras em março de 2016, Cuca iniciou sua trajetória com derrotas consecutivas contra Nacional, Audax, Red Bull e Água Santa. Em seus últimos compromissos, o time alviverde acabou superado por Barcelona de Guaiaquil (0 x 1), Cruzeiro (1 x 3) e Corinthians (0 x 2).

Escalado como titular pela quarta vez, o recém-chegado Bruno Henrique precisou ser sacado durante o intervalo do Derby e acabou substituído por Miguel Borja. De acordo com Cuca, o lateral direito Mayke, que ficou no banco, ainda sentia uma pancada sofrida contra o Cruzeiro.

“Não consigo ainda encontrar o time. Machuca um, o outro não tem uma condição ideal por questão física ou técnica e você tem que ir mudando. Vamos dar uma descansadinha para jogar domingo de manhã. Será que eles vão estar na mesma condição de hoje?”, disse Cuca após a derrota contra o Corinthians, na quarta-feira.

O volante Thiago Santos, advertido com o terceiro cartão amarelo contra o Corinthians, é desfalque certo. Assim, Felipe Melo pode voltar à equipe titular – recuperado de fratura na mão esquerda e lesão muscular na coxa direita, ele já ficou no banco no Derby.

Já o Vitória vem de uma goleada por 4 a 1 sobre o Vasco, que o deixou na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro, à frente apenas do lanterna Atlético-GO. Para reverter o mau momento, o técnico Alexandre Gallo não poderá contar com Ramon, lesionado, e Fred e Kanu, suspensos.

Em compensação, Renê Santos foi liberado pelo departamento médico e está à disposição da equipe baiana. A expectativa é de que Wallace, recém-contratado, também fique apto a enfrentar o Palmeiras, formando dupla de zaga com Alan Costa.

“Futebol é feito de oportunidades e não posso escolher o melhor cenário para jogar. Acho que já sou maduro o suficiente, já passei por situações bem adversas. Jogar contra o Palmeiras não é tão difícil assim, não. Ter um filho com 17 anos é mais difícil”, disse o defensor.