Palmeiras recebe o Internacional e quer retomar as vitórias no ano

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Às 16 horas (de Brasília) deste domingo (22), pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras retorna ao Estádio do Pacaembu para encarar o Internacional. Contra o time gaúcho, a equipe comandada pelo técnico Roger Machado tenta encerrar uma série de três jogos sem vitória.  

Derrotado pelo Corinthians na final do Campeonato Paulista, o Palmeiras não ganha desde então, uma vez que empatou contra Boca Juniors (Copa Libertadores da América) e Botafogo (Campeonato Brasileiro). 

Um triunfo sobre o Inter, portanto, serviria para aliviar a pressão na Academia de Futebol, que já começa a receber críticas de torcedores.

“Pressão pelos resultados, vai ter sempre. Nesse momento, ligamos a luz de alerta pelos três últimos jogos, mas, se vencermos no domingo, já ficamos com três partidas de invencibilidade. O futebol requer resposta imediata e, nos momentos de instabilidade, o próximo compromisso sempre nos dá uma chance”, afirmou Roger Machado.

Na tentativa de reencontrar a vitória, o Palmeiras terá mudanças. O zagueiro Edu Dracena e o centroavante Miguel Borja entraram nas vagas de Thiago Martins e Willian, respectivamente. No meio de campo, Moisés pode substituir Lucas Lima. Guerra, com um incômodo no quadril, acabou vetado.

Como de costume, o Palmeiras recorrerá ao tradicional Estádio Paulo Machado de Carvalho para jogar como mandante.  No mesmo dia do confronto com o Internacional, o Allianz Parque recebe um festival musical, o Soundhearts, com a presença da banda britânicaRadiohead.

Se o Palmeiras tenta encerrar uma série de três partidas consecutivas sem ganhar, o clima no Internacional também não é dos melhores. Na noite de quinta-feira, a equipe colorada acabou eliminada nos pênaltis pelo Vitória na quarta fase da Copa do Brasil.

“O sentimento é de tristeza. Nós gostaríamos de passar dessa fase e não conseguimos. O Inter poderia ir mais à frente. Não fomos felizes. Mas é um sentimento que logo em seguida tem que sair. Precisamos pensar no Brasileiro”, declarou o técnico colorado Odair Hellmann.