Para técnico, Neymar não está 100% adaptado em Paris

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Se recuperando de uma lesão no pé direito, Neymar não joga mais pelo PSG nesta temporada. Seu retorno será na Copa

Foto: Divulgação

Unai Emery voltou a opinar a respeito do momento vivido por Neymar no Paris Saint-Germain. O atacante, que voltou à capital francesa na semana passada, para continuar o tratamento da lesão que o tirou dos gramados nos últimos dois meses, estaria isolado no Parque dos Príncipes e, segundo o treinador, ainda não estaria totalmente adaptado no clube.

“Ele vai para sua casa e se desliga. Está lá (no clube) todos os dias, mas não está 100% adaptado em Paris, ao Campeonato Francês, às dificuldades e ao futebol diferente. É tudo um processo, e no PSG nós queremos fazer ele interagir com o grupo e se sentir em casa”, afirmou o espanhol, em entrevista concedida à emissora SFR Sport.

Emery ainda afirmou que o camisa 10 limita sua relação com os jogadores do PSG, se mantendo próximo apenas dos outros brasileiros do elenco (Marquinhos, Thiago Silva, Daniel Alves). Para o comandante, o trabalho feito pelo clube com Neymar ainda está longe de ser finalizado.
“Ele precisa ser paciente. Nós fizemos 50% do trabalho com ele, faltam os outros 50%. Ainda precisa se adaptar a Paris e aos companheiros, não apenas aos brasileiros”, completou.

O retorno de Neymar aos gramados, oficialmente, deve ocorrer somente na Copa do Mundo, na Rússia, pela Seleção Brasileira. Fora do resto da temporada do PSG, o craque está prestes a entrar na fase final de sua recuperação no quinto metatarso do pé direito e deve voltar aos trabalhos normais no decorrer das próximas semanas. 

Final - A grande decisão da Copa da França acontece nesta terça-feira, às 16h(de Brasília), quando Paris Saint-Germain e o modesto Les Herbiers se enfrentam no Stade de France, em Paris. Trata-se de uma espécie de confronto entre Davi e Golias. O Gigante PSG, campeão francês com enorme facilidade e por antecipação, contando inclusive com um elenco bilionário, encara um representante da Terceira Divisão, que tem uma folha salarial modesta e está escrevendo uma história de superação.