NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Polícia decide não indiciar Neymar por acusação de estupro

A delegada Juliana Lopes Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, concluiu o inquérito de apuração do caso pelo qual Neymar é acusado de estupro e agressão por Najila de Souza. A decisão da polícia, segundo informações do G1, foi de não indiciar o jogador do PSG.

A pedido da Justiça, o inquérito chegou a ser prorrogado por 30 dias no início do mês de julho, visando a realização de diligências complementares.

O Ministério Público solicitou também os inquéritos de extorsão, furto no apartamento de Najila e a divulgação de suas fotos íntimas. Enquanto a delegada requisitou as imagens das câmeras de segurança do hotel de Paris, onde o crime teria ocorrido, além do prontuário médico do ginecologista de Najila.

Ainda de acordo com o G1, as cópias dos inquéritos chegaram, mas as exigências da delegada não. Ainda assim, Juliana Lopes optou por encerrar a investigação.

Gazeta Esportiva

Scroll To Top