Pressionados, Santa Cruz e Inter tentam superar má fase

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O técnico Argel Fucks comandar o Internacional diante do Santa Cruz, no Arruda

Foto: Internacional / Divulgação

O confronto entre Santa Cruz e Inter, que acontece neste domingo (10), às 16 horas (de Brasília), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, é decisivo para as duas equipes, ainda que as posições na tabela sejam bem distintas. O Inter é 5º colocado, com 20 pontos, mas não vence há cinco rodadas e fez apenas um ponto nos últimos quinze disputados.

O Santa Cruz é 19º colocado, com 11 pontos, e vem de cinco derrotas consecutivas. “Eu não desejo isso para ninguém. A última vez que passei por isso foi em 2005, pelo Flamengo (sete jogos sem vencer). Não podemos ficar apavorados, o que temos que ter é personalidade, pois são jogos difíceis”, afirmou o experiente lateral Léo Moura, 37 anos, da equipe pernambucana.

O atacante Grafite é dúvida, com uma lesão no posterior da coxa. O zagueiro Wellington, o atacante Marion e o volante Derley tiveram seus nomes publicados no BID e estarão à disposição do técnico Milton Mendes.

Para os gaúchos, a partida contra o Santa Cruz no Arruda é decisiva. A equipe precisa dos três pontos para voltar ao G-4, e também para diminuir a distância para os líderes. Para isso, Argel fará algumas mudanças no time: Seijas vai para o banco, Vitinho será recuado e o centroavante Ariel Nahuelpán entrará na equipe.

Com o argentino, o Inter pretende ter mais presença na área, aproveitar melhor os cruzamentos – é a equipe que mais cruzou em todo o campeonato, com 27,7 bolas lançadas para a área por jogo – e fazer os gols que a equipe precisa para voltar a vencer. A ideia de Argel é atacar o Santa Cruz desde o primeiro minuto. “Nos jogos que perdemos, conseguimos arrumar o time no intervalo. Nosso intervalo tem sido muito bom, agora temos que fazer o primeiro tempo muito bom. Por que esperar 45 minutos? Para conversar e voltar com uma atitude diferente? Não podemos esperar que o adversário saia na frente para voltarmos ao jogo. Nosso objetivo é jogar o primeiro tempo com atitude, com comprometimento, sendo uma equipe com marcação forte, independente do sistema de jogo”, explicou o técnico Argel Fucks.