Projeto em Niterói dá nova chance aos jovens

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O projeto local Rema Delta iniciou uma parceria com o Flamengo no remo

Foto: Divulgação

Utilizar o esporte para dar um novo rumo à vida de crianças carentes e revelar novos atletas para o esporte nacional. Assim foi criado o projeto Rema Delta, em Porto Alegre, e que agora chegou a Niterói, levando aulas de remo para crianças das comunidades próximas, no Aero Clube de Charitas. O projeto, que está em fase de implementação, possui a parceria da Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, e do Flamengo.  

O projeto surgiu em 2003, através do remador master do Flamengo, Marco Dornsbach, transformando a vida de diversos jovens e com alguns se transformando em atletas, como William Giaretton, que participou das Olimpíadas de 2016, no Rio.  

Após trabalhar em grandes eventos esportivos, Marco trouxe a ideia para a Cidade Sorriso e, com a parceria de Luiz Rude, conseguiu se instalar no Aero Clube de Charitas através do auxílio da Secretaria de Esporte, por intermédio do secretário Luiz Carlos Gallo. Além disso, para iniciar os trabalhos contou com a cessão de barcos por parte do Flamengo com apoio do vice-presidente geral, Mauríci Gomes de Mattos, e o vice de remo, Bruno Cotecchia. 

“Trabalhamos com crianças carentes, a questão do esporte é através disso. A partir do momento que a gurizada vier ,estudar, se disciplinar, ela vai tomando jeito na vida. A partir daí, se surgir um atleta, a gente leva para o Fla. Mas o principal é a questão social, e fazer com que a pessoa tenha uma noção de cidadania”, destacou, completando em seguida.  

“Tem gente de todos os cantos e a maioria é do Preventório. Temos uma carência de equipamentos, mas quem chegar será bem-vindo. Estudamos uma parceria com instituições de ensino, pois o projeto não está em pleno funcionamento, e vamos falar com as escolas da região com a ajuda da Prefeitura”, destacou. 

Ele comentou sobre a parceria com o Flamengo. 

A parceria com o Fla, pelo fato de ser remador master do clube, eles me emprestaram os barcos e, mais para a frente, queremos aumentar essa parceria. Temos um projeto-piloto. O Flamengo foi fundamental na história dos barcos”, disse.