Receita para se recuperar na Série B

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O meia Nenê,destacou a necessidade do Vasco derrotar o Paraná, amanhã

Foto: Paulo Fernandes / Vasco

A decisão do Paraná Clube de vender o mando de campo da partida desse sábado (22) pode ter ajudado consideravelmente o Vasco. As duas equipes duelam a partir das 16h30 (de Brasília) no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES), pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Isso porque os vascaínos estão planejando uma pressão no campo de defesa do adversário, algo pouco provável de acontecer se o confronto fosse realizado no Sul.

Ao longo da semana Jorginho tem pedido aos jogadores que marquem no campo de defesa do adversário. A ideia é pressionar e buscar os gols que garantam uma vitória e o fim da crise.  “O Vasco sabe da importância de ganhar essa partida para que as coisas sejam recolocadas em seus devidos lugares. O nosso time tem condições de estar com uma pontuação muito melhor e vamos brigar por ela. Para isso vamos atacar o Paraná, mesmo sendo uma partida complicada e com a gente respeitando o adversário. Mas vamos procurar nos impor pois temos que fazer o resultado”, disse o meia Nenê. 

O time para esta partida deverá ser definido somente no treino hoje, pois Jorginho vem fazendo alguns testes e não tem deixado a imprensa acompanhar as atividades em São Januário. Uma mudança, porém, é certa: o volante Douglas, que estava servindo à Seleção Brasileira sub-20, volta na vaga de Fellype Gabriel, que não vem apresentando um bom rendimento e foi substituído no intervalo na derrota por 2 a 1 para o CRB.

Vaiado pela torcida contra os alagoanos, o volante Diguinho também está ameaçado de perder o posto. Nos testes, Jorginho tem colocado William no lugar de Diguinho. Caso se confirmem essas duas mudanças, o Vasco vai atuar amanhã com: Martin Silva, Madson, Rodrigo, Luan e Julio Cesar; William, Douglas, Andrezinho e Nenê; Thalles e Éderson. Hoje, o elenco vascaíno treina na parte da manhã e depois a delegação viaja para o Espírito Santo.  Fora de campo alguns membros da oposição já começam a se movimentar no sentido de pensar em uma candidatura única para concorrer com Eurico Miranda nas eleições do próximo ano. O atual presidente vai tentar um novo mandato.