Seleção de Futebol de 7 quer quebrar tabu

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O Brasil contará com 14 atletas do futebol de 7 nos Jogos Paralímpicos

Marcelo Régua/CBF

A inédita medalha de ouro, sonho perseguido pelas seleções brasileiras olímpicas de futebol, também é o objetivo dos 14 atletas que representarão o País no futebol de 7 durante os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro. Desde que a modalidade foi incluída no programa das Paralimpíadas, em 1984, o Brasil conquistou uma prata em Atenas-2004 e um bronze em Sydney-2000. Para o goleiro Marcos Ferreira chegou a hora de quebrar o tabu.

No ano passado a Seleção conquistou o ouro no Parapan de Toronto, mas teve de se contentar com o bronze no Mundial de Londres. Por isso, o técnico Paulo Cabral não abre mão da cautela.

A vaga está garantida, já que o Brasil é o país-sede. Mesmo assim, a comissão técnica da seleção planeja disputar pelo menos um torneio antes da Rio 2016.

“Temos uma competição na Espanha, de 27 de abril a 8 de maio, e lá a gente já vai ter uma ideia do que pode acontecer”, disse o treinador Paulo Cabral.

A sete meses do início dos Jogos, o técnico não esconde a ansiedade por participar da primeira edição do evento na América Latina.

“A expectativa é a melhor possível, até mesmo porque temos hoje oito jogadores do Rio de Janeiro, a comissão técnica tem integrantes do Rio, então a gente já vivencia essa preparação toda”, disse.

As oito equipes que vão disputar o torneio de futebol de sete nos Jogos Rio 2016 já estão definidas: Argentina, Brasil, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Holanda, Irlanda, Rússia e Ucrânia vão brigar pelo ouro.