NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Thaisa anuncia que deixa a seleção para preservar físico

Foi mais de uma década vestindo a camisa da seleção brasileira de vôlei e, para Thaisa, a caminhada com a equipe comandada por José Roberto Guimarães merece acabar por aqui. Depois de uma conversa com o treinador, aos 31 anos, a bicampeã olímpica optou por ficar de fora da convocação da última quinta-feira (18). O comandante vê a rotina da jogadora de perto, já que os dois trabalharam juntos na última temporada, pelo Barueri.

No entanto, os últimos dois anos de Thaisa foram vividos com muita intensidade, sendo que ela nem sabia se voltaria a jogar em alto nível, após a grave lesão no joelho esquerdo. E, ao contrário do que muitos médicos e especialistas previram, Thaisa não só retornou após a cirurgia, como também se destacou na última Superliga. Mas o retorno foi exaustivo e um desgaste mental grande. O momento é de descanso.

“Hoje eu não penso em voltar para a seleção. Preciso dar um descanso para o meu corpo e a minha mente e poder fazer uma pré-temporada com calma. Quero jogar por mais tempo, o máximo que eu puder. Com o ritmo de seleção, o tempo útil do meu joelho vai diminuir em muitos anos. É uma pegada forte. Hoje jogo e treino normalmente sem problemas, mas o acúmulo de treinos e jogos seria muito ruim para mim. Foi uma escolha minha”, afirmou Thaisa, que ultrapassou a marca dos 1.000 bloqueios na Superliga e foi uma das principais centrais na temporada atuando pelo Hinode Barueri (SP).

Mesmo estando longe da rotina puxada de seleção brasileira de treinos e das viagens longas e desgastantes, Thaisa aproveita para seguir treinando. “Mesmo estando de férias, já voltei a malhar e estou pegando pesado com personal, para fazer uma excelente pré-temporada. Quero voltar forte. E estou preocupada com o meu fortalecimento muscular”, completou Thaisa. 

Scroll To Top