Vasco vive semana de definições por novos reforços

Esportes
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O auxiliar Zinho elogiou a possível vinda do zagueiro Rafael Marques, ex-Coritiba

Foto: Paulo Fernandes / Vasco / Divulgação

A diretoria do Vasco vem trabalhando para anunciar essa semana ainda a contratação de dois reforços. São eles o zagueiro Rafael Marques e o atacante Leandrão Damião, que completariam o plantel para o restante da temporada. O ideal, na visão dos dirigentes e da comissão técnica, é que os acordos aconteçam até o fim da semana. O caso envolvendo o defensor é o mais tranquilo.

Rafael Marques, que foi revelado nas categorias de base do Botafogo, estava no Coritiba e rescindiu contrato para acertar com o Vasco. “Trata-se de um jogador que chegaria com ritmo de jogo e isso é muito importante para o Vasco, pois estamos no meio de uma competição. Espero que dê tudo certo”, disse Zinho, auxiliar de Jorginho na comissão técnica. 

O caso envolvendo Leandro Damião é um pouco mais complexo, pois o Vasco ainda depende do aval do Santos. Recentemente a Justiça reativou o vínculo entre o jogador, que estava no Betis, da Espanha, e o Peixe, obrigando a qualquer clube negociar a liberação com os santistas. O presidente Eurico Miranda definiu que vai aguardar um desfecho das negociações entre as partes para enfim formalizar uma proposta. 

Dentro de campo o elenco do Vasco retornou aos treinos na manhã desta segunda-feira (04), mas apenas os jogadores que não participaram da partida contra o Avaí foram a campo. Os demais ficaram fazendo reforço de musculatura na academia. 

A série de duas derrotas na Série B do Campeonato Brasileiro não tira a tranquilidade do auxiliar técnico do Vasco, Zinho. O tetracampeão mundial minimizou a queda de rendimento na competição, apontando que a vida no futebol não é feita apenas de vitórias.

Como Jorginho foi expulso na rodada passada e não poderá ficar no banco no sábado, contra o Brasil de Pelotas, Zinho se mostrou tranquilo com a responsabilidade de dirigir o time à beira do campo. “Posso dizer que o Jorginho sempre me dá liberdade e minha relação com os jogadores é tranquila. Participo de forma intensa dos bastidores no vestiário. Estou tranquilo e confiante para substituir o Jorginho na beira do campo”, afirmou o auxiliar.