NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Niterói: nem delegada escapa de arrastão na Rodovia RJ-104

Bandidos roubaram arma e distintivo da delegada

Foto: Marcelo Feitosa / Arquivo

A delegada Carla Tavares, titular da 82ª DP (Maricá), foi assaltada na noite da última quinta-feira (5), por volta de 21h40. Ela estava acompanhada de um inspetor quando passava de carro pela Rodovia RJ-104, na altura do Baldeador, em Niterói, próximo ao Ciep 251 (Dona Maria Portugal). Ela foi abordada por bandidos armados que estavam fazendo arrastão na estrada.

Após renderem a delegada e o inspetor, os bandidos roubaram as armas dos policiais e o carro em que eles estavam. A identidade funcional e o distintivo da delegada também foram roubados, bem como pertences pessoais.

Além dos agentes, um homem teve seu carro, um Fiat Doblo, roubado pelos bandidos. Ele registrou o caso na 77ª DP (Icaraí). De acordo com a Polícia Civil, o crime foi cometido por cinco homens que estavam em um Toyota Etios cor preta, que foi roubado em janeiro. Dois deles estavam armados com pistolas. 

Os criminosos se dividiram e fugiram no carro da delegada e na Doblò, abandonando o Etios usado por eles no próprio local do crime. 

O proprietário do Doblò, em depoimento, informou ainda que uma picape branca também foi roubada no arrastão. No entanto, de acordo com a versão da delegada, este carro estaria dando apoio aos assaltantes. A investigação apontou que um veículo com estas características, um Toyota Hilux, foi roubado horas antes, por volta de 20h30, no bairro Boa Vista, em São Gonçalo.

Para a Polícia Civil, há grande possibilidade de que a ação tenha sido feita por bandidos do Morro do Castro, Novo México ou Campo Novo, que costumam fazer arrastões na Rodovia RJ-104.

O carro da delegada, um Volkswagen Voyage, foi encontrado ainda na noite de quinta-feira, atrás da quadra da escola de samba Unidos do Viradouro, no Barreto, Zona Norte de Niterói. O Toyota Etios, usado no crime, foi apreendido e já passou pela perícia. O Fiat Dobló ainda não foi recuperado.

O Voyage passou pela perícia e já foi devolvido para a delegada, que registrou o caso na 73ª DP (Neves). O inquérito, no entanto, foi transferido para a 78ª DP (Fonseca), que está responsável pelas investigações. 


Scroll To Top