NITERÓI/RJ
Min:   Max:

DH investiga assassinato de pai e filho em São Gonçalo

A Divisão de Homicídios (DH) de Niterói está investigando a morte do sargento PM reformado Sergio Ramos Rohan, de 66 anos, e de seu filho Luan Sergio Silva Rohan, de 24 anos, na noite de quinta-feira (24), no bairro Amendoeira, em São Gonçalo. A polícia acredita em latrocínio (roubo seguido de morte), mas infomou que não descarta outras hipóteses, como execução, por exemplo.

A família das vítimas compareceu, na manhã de ontem ao Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó para liberar os corpos para o velório e sepultamento. 

“Meu irmão era uma pessoa tranquila, era PM reformado há 20 anos e todo mundo gostava dele. Ele estava voltando do serviço com o filho, trabalhava de segurança em Niterói e meu sobrinho trabalhava em uma pet shop na cidade”, disse Sidney Rohan, irmão de Sergio.  “Essa região [onde ocorreu o crime] é conhecida por ter muitos assaltos, pelo que fico sabendo, dá para dizer que são 20 assaltos por dia”, acrescentou Almir Rohan, outro irmão. 

Ele contou que o PM estava chegando em casa em um Volkswagwen Gol preto quando bandidos em outro carro, um Ford Ecosport, emparelharam do lado do carona, onde estava Luan, e anunciaram o assalto. Sergio, que estava armado teria reagido, mas sua pistola falhou, o que fez com que os assaltantes, que estariam armados com pistolas e um fuzil, disparassem contra o automóvel.

“Foi uma tentativa de assalto e tentaram levar o carro. Ele reagiu, a arma falhou e os bandidos armados, com fuzil mataram os dois. Pelo menos três tiros em cada um. Meu irmão nunca sofreu ameaças, só tinha amigos”, completou.

Segundo familiares, no Ecosport havia pelo menos quatro criminosos. O número não é confirmado pela DH, que investiga a participação de mais dois carros na ocorrência: um Fiat Mobi branco e um Volkswagen Gol bolinha vermelho. De acordo com a especializada, os bandidos fugiram em direção à Estrada do Bichinho, via de acesso à comunidades da região.

Sergio Rohan, que estava em seu segundo casamento, deixa esposa, quatro filhos e seis netos. Luan Rohan também deixa esposa e dois filhos pequenos, de 1 e 3 anos de idade. Pai e filho devem ser sepultados neste sábado, às 12h30, no Cemitério São Miguel, em São Gonçalo.

De acordo com a Polícia Militar, Sergio é o 19º policial morto em 2019.

Scroll To Top