NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Família acusa a PM por morte de comerciante no Anaia

Filha do comerciante pede justiça pela morte do pai

Foto: Marcelo Feitosa

O comerciante Nicodemus Rodrigues, de 58 anos, morreu baleado durante operação policial na comunidade do Anaia, em São Gonçalo, na tarde da última terça-feira (6). A família da vítima alega que ele foi morto por policiais ao ser confundido com criminosos durante um cerco. A Polícia Militar nega a acusação e atribui o disparo a suspeitos de tráfico de drogas.

De acordo com a filha da vítima, Bruna Costa, de 31 anos, o pai era morador do bairro Trindade, também em São Gonçalo, e trabalhava como comerciante no Anaia há pelo menos 30 anos, vendendo utensílios domésticos e, há menos de um ano, inaugurou uma plantação de aipim nos fundos de seu terreno.

"Ele era meu tudo. Meu pai era tudo pra mim. Ele trabalhava com comerciante e plantava aipim. Meu pai desceu para comprar pão e foi baleado nas costas. Meu pai não é indigente para ser morto assim", disse a filha Bruna Costa.

De acordo com a família, Nicodemus estava andando em sua moto, no começo da tarde de terça-feira, quando policiais militares abriram fogo contra suspeitos de tráfico de drogas que estavam passando pelo mesmo local. Na ação, os dois suspeitos também acabaram mortos.

Comandante do 7º BPM (São Gonçalo), o tenente-coronel Gilmar Tramontini diz que o tiro que matou o idoso partiu de traficantes. O militar também afirmou desconhecer a autoria de um áudio atribuído a um policial do batalhão, que circula nas redes sociais desde a noite de terça-feira, cujo conteúdo faz críticas à atuação dos PMs no Anaia.

Nicodemus é definido pela família e amigos como uma pessoa trabalhadora, de bem e que colecionava inúmeras amizades. O idoso era cristão e membro do “Terço dos Homens”, ala de oração da Paróquia Católica Santíssima Trindade, localizada no bairro onde morava.

O idoso deixa, além de sua filha, esposa, neto e a mãe, que tem 89 anos. O sepultamento será realizado nesta quarta-feira, às 16h no cemitério Memorial Parque Nycteroy, no bairro Laranjal, em São Gonçalo.

Em nota enviada à imprensa, a “assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, na terça-feira (6), policiais militares do 7ºBPM (São Gonçalo) fizeram operação nos bairros Anaia e Santa Isabel, no município de São Gonçalo, devido a denúncias de que criminosos estariam reunidos na região. Durante patrulhamento no Anaia, a equipe foi recebida a tiros e houve confronto".

Ainda segundo a nota, após cessarem os disparos, dois criminosos foram encontrados feridos e foram apreendidos um fuzil calibre 5,56, uma pistola calibre .40, munições, um rádio comunicador e 110 pinos de cocaína. Ainda na localidade, uma terceira pessoa foi encontrada ferida. O Corpo de Bombeiros foi acionado para o socorro, no entanto, foi constatado o óbito dos três. A perícia foi acionada e ocorrência está a cargo da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo.


Scroll To Top