NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Homicídio doloso registra queda de 19% em maio

 

Divulgação

Os casos de crimes contra a vida apresentaram redução pelo quinto mês consecutivo, quando comparados com o mesmo período do ano passado. Em maio, foi registrada queda de 19% de homicídio doloso em relação ao mesmo mês de 2018. O número de vítimas (344) foi o menor para o mês de maio desde 1991. Em relação a abril deste ano, a redução foi de 3% e, nos últimos três meses (março, abril e maio) a queda foi 26%, comparando com o mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, a diminuição é de 24% ou 563 mortes a menos.

O indicador estratégico letalidade violenta (homicídio doloso, roubo seguido de morte, lesão corporal seguida de morte e morte por intervenção de agente do Estado) também segue em queda em 2019: na comparação com maio de 2018 a redução foi de 9%. Em relação ao trimestre (março, abril e maio), a queda foi de 17%. No acumulado do ano, a diminuição é de 16% ou 484 casos a menos. As mortes por intervenção de agente do Estado aumentaram 18% em relação a maio de 2018.

Até o mês de maio, as polícias Civil e Militar apreenderam 3.686 armas de fogo, ou seja, foram retiradas das ruas 24 armas por dia. Também em maio foram apreendidos 239 fuzis. No acumulado do ano, as apreensões de fuzis de 2019 foram as maiores dos últimos 12 anos.

Os crimes contra o patrimônio também continuam caindo no estado – os roubos de veículos e de carga registraram queda de 17% e 6%, respectivamente. Em maio deste ano, foram registrados 3.650 roubos de veículos no estado, 732 veículos a menos do que no mesmo período de 2018. Em relação ao mês de abril de 2019, a queda foi de 3%. Na comparação trimestral, a diminuição foi de 22%. No acumulado do ano, a redução é de 24% ou menos 5.955 veículos roubados.

Os roubos de carga apresentaram diminuição de 6% em relação a maio do ano passado. Na comparação trimestral, a queda foi de 21%. No acumulado do ano, a redução também é de 21%. 

Pela primeira vez no ano os roubos de rua (roubo a transeunte, roubo em coletivo e roubo de aparelho celular) registraram queda, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Em maio deste ano foi registrada uma redução de 3%, em relação ao mesmo período do ano anterior. No acumulado do ano, é registrado um aumento de 1%.

Comparação trimestral por AISP 

Na comparação trimestral (março, abril e maio) de 2019, três Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP) da Baixada Fluminense tiveram reduções importantes: AISP 20 (Nova Iguaçu, Mesquita e Nilópolis) apresentou a maior queda em homicídio doloso e a terceira maior em roubo de veículo. A AISP 21 (São João de Meriti) teve a maior redução nas mortes por intervenção de agente do Estado. Já a AISP 39 (Belford Roxo) registrou a maior queda de roubos de cargas.

O município de São Gonçalo (AISP 07) contabilizou a maior diminuição de roubo de veículo e a segunda maior de roubo de carga. As cidades de Niterói e Maricá (AISP 12) apresentaram a maior queda nos roubos de rua.

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública são referentes aos Registros de Ocorrência (ROs) lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro durante o mês de maio.

Scroll To Top