NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Radar facilita roubos de carga na RJ-104

Motorista trabalha em uma empresa que presta serviços para os Correios e foi rendido em Marambaia

Foto: Colaboração / Vítor d'Avila

Um caminhoneiro que trabalha para uma transportadora que presta serviço aos Correios foi assaltado, pela segunda vez em pouco mais de um mês, na Rodovia RJ-104, altura de Marambaia, em São Gonçalo, próximo à Avenida Presidente Roosevelt. Quatro bandidos armados em um carro interceptaram o caminhão, na pista sentido Itaboraí, por volta de 4h30, na madrugada desta sexta-feira (17), quando o motorista reduziu a velocidade por causa de um radar.

No caso anterior, o motorista foi abordado no dia 1º de abril, por volta de 3h50, no mesmo local, por cinco criminosos. Ambos os assaltos aconteceram na mesma rota: partindo do Centro de Distribuição dos Correios no Colubandê, em direção à Nova Friburgo, na Região Serrana.

“Aconteceu de novo. É praticamente todo dia isso de caminhoneiro ser assaltado, um absurdo”, lamentou o motorista, visivelmente nervoso.

Na ocorrência desta sexta, os criminosos, que estavam com três pistolas e um fuzil, obrigaram a vítima a ficar no carro enquanto conduziam o caminhão para a comunidade. O motorista ficou em poder do bando, por cerca de meia hora, com a cabeça coberta, para que não visse para onde estava sendo levado.

De acordo com o caminhoneiro, todos os assaltantes usavam toucas ninja. Após descarregar toda a carga, a quadrilha retornou para a RJ-104 com o motorista ainda dentro do carro enquanto outro criminoso conduzia o caminhão. No mesmo ponto onde foi abordado, os ladrões libertaram a vítima e liberaram o caminhão vazio.

“Nunca tinha sido assaltado, agora foram duas vezes e no mesmo lugar, muita insegurança”, desabafou.

O caso foi registrado na Delegacia da Polícia Federal do Centro de Niterói.

O DER informou que os radares foram reinstalados nos mesmos pontos onde já existiam, de acordo com estudos técnicos, levando em consideração os altos índices de acidentes, a densidade demográfica elevada do local, a proximidade de escolas, hospitais e trechos com frequentes atos de desrespeito à sinalização.

O órgão informou que eles ainda não estão multando, mas quando estiverem em funcionamento para efeito de penalidade, fiscalizarão as rodovias, diariamente, das 6h às 22h, seguindo a nova legislação. 


Scroll To Top