NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Polícia faz buscas e encontra arma na casa de deputada

 

Douglas Macedo

A titular da Delegacia de Homicídios (DH) de Niterói, Bárbara Lomba, disse na noite desta terça-feira (18) que a pistola usada para matar o pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal e líder religiosa Flordelis (PSD), teria sido encontrada na casa onde o casal morava com os filhos, em Pendotiba, Niterói.

A arma estava enrolada em um pano no alto de um armário no quarto de Flávio dos Santos, de 38 anos, filho biológico da parlamentar. Ele havia sido preso durante o enterro do padrasto por violência doméstica. Outro filho do casal, Lucas dos Santos, 18 anos, já havia sido detido na véspera, poucas horas depois do crime. Contra ele existia mandado de apreensão em aberto por tráfico de drogas e associação quando ele ainda era menor.

A pistola, que a delegada diz ter sido usada no crime, foi apreendida durante operação de busca e apreensão determinada pela Justiça e acompanhada pelo Ministério Público do Estado (MP-RJ) na casa da família, na tarde desta terça-feira. Segundo a delegada, a pistola foi submetida a confronto balístico, que teria comprovado seu uso no assassinato do pastor.

“Nós cumprimos hoje (terça-feira) diligências de busca e apreensão na casa onde ocorreu o crime e em outro local [no Ministério Flordelis - Cidade do Fogo] onde poderiam haver outras evidências, segundo as investigações, e na casa encontramos a arma no quarto que é usado pelo Flavio. Nós coletamos aqui o padrão balístico da arma, e já há um pré-confronto, uma primeira indicação de que essa é a arma do crime.  Como não é ainda o final da cadeia de balística, esse material será remetido ao Instituto de Criminálistica Carlos Éboli (ICCE) para conclusão. Eu não estaria falando aqui se não tivesse responsabilidade, mas tudo indica que essa é arma utilizada no crime”, explica a delegada, que descartou a versão contada pela deputada Flordelis de latrocínio. Para a delegada, o pastor Anderson do Carmo foi alvo de execução. Ela no entanto, não falou sobre motivação para o crime.

A Polícia Civil irá ouvir novamente o filho da parlamentar, que segue detido na carceragem da especializada. Segundo ela, nenhum filho da deputada tem porte de arma. Nesta terça-feira agentes da DH apreenderam os celulares de todos os filhos do casal. Ainda segundo a polícia, os celulares do pastor Anderson e de Flávio não foram encontrados. Até o final da noite desta terça-feira, sete dos 55 filhos do casal já haviam prestado depoimento.

Filho passa mal na carceragem - Flávio, preso desde a última segunda-feira (18) na carceragem da DH, passou mal na manhã desta terça-feira e precisou de atendimento médico. Na última segunda-feira (17), Flávio foi preso, enquadrado na lei Maria da Penha, assim que saía do enterro.  Segundo o Samu ele teve queda de pressão por má alimentação. Até o fechamento desta edição ainda não havia previsão de transferência de Flávio para algum presídio. 

Crime - Na madrugada do último domingo (16), o pastor Anderson do Carmo chegava em casa com sua esposa Flordelis. Eles voltavam para casa de uma confraternização com amigos, em São Francisco, na Zona Sul. Após chegarem em casa, na Rua Cruzeiro, segundo familiares, o pastor, de 42 anos, foi morto a tiros.

Os parentes de Anderson, então, o levaram para a emergência do hospital Niterói D’or, em Santa Rosa. Ele, no entanto, não resistiu aos ferimentos. (Colaborou Vitor d’Ávila) 


Scroll To Top