NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Polícia faz operação no Viradouro

Operação foi desencadeada por agentes da 81ª DP, com apoio da Core e policiais militares do Batalhão de Niterói

Marcelo Feitosa

Policias da 81ª DP (Itaipu), em conjunto com o 12º BPM (Niterói) e a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil realizaram, na manhã desta segunda-feira (8), uma operação na Comunidade do Viradouro, em Santa Rosa, Niterói. O objetivo era prender Calebe Teodoro Marins, acusado de liderar um bando especializado em assaltos à residências e que vem agindo há pelo menos dois anos em Icaraí, Pendotiba e na Região Oceânica.

Contra Calebe há sete mandados de prisão solicitados à Justiça em decorrência de investigações da 77ª DP (Icaraí), 79ª DP (Jurujuba) e 81ª DP pelo crime de roubo. De acordo com investigações, Calebe estaria abrigado na Comunidade do Viradouro, de onde é natural. Há a suspeita de que ele teria se associado ao tráfico de drogas local com o objetivo de utilizar do aparato da organização criminosa para se proteger.

Os policiais iniciaram as buscas pelo acusado por volta das 6h. A operação também contou com apoio do helicóptero Águia da Polícia Militar. Calebe, no entanto, não foi encontrado. Não houve registro de troca de tiros. A polícia afirma que as buscas por ele e outros acusados de integrar o bando, que já foram identificados, vão continuar.

Prisão - Durante a ação desta segunda, um homem de 18 anos foi preso pelos agentes na comunidade. Ele possuía contra si mandado de busca e apreensão por crimes de roubo em Icaraí, praticados quando era menor.

Enquando tentavam montar o cerco para capturar Calebe, os policiais estranharam a movimentação do jovem, que circulava pela Rua Nossa Senhora das Graças sozinho enquanto toda a população se abrigava em suas casas. Ele foi abordado para averiguação e foi identificado como foragido e levado à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), no Centro. Os crimes atribuídos a ele estão sendo investigados pela 77ª DP (Icaraí).

Moradores de Niterói reclamam do clima de insegurança na cidade. Em abril de 2017, um bando armado assaltou três casas no bairro Peixoto, em Itaipu. Os moradores foram feitos reféns pelos criminosos e a soma dos bens levados, de acordo com a Polícia, chegou ao valor de R$ 300 mil. Já em dezembro de 2018, policiais do 12º BPM trocaram tiros com assaltantes que tentavam roubar residências em um condomínio  no Largo da Batalha.

Scroll To Top