NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Polícia e MP fazem buscas na casa de Flordelis

Flordelis acompanha o trabalho de perícia da DH

Marcelo Feitosa

Agentes da DH conversaram com os filhos do casal

Marcelo Feitosa

A assessoria da Deputada Federal Flordelis comunicou na tarde desta terça-feira (18),  que ela não concederá entrevistas sobre a morte do seu esposo, pastor Anderson. Mas, por meio de nota, a equipe de comunicação da deputada afirmou que não houve confissão do filho Lucas, fato que foi confirmado pela delegacia de polícia que conduz as investigações.

Ainda na nota divulgada à imprensa, a assessoria de Flordelis lamentou as especulações sobre o caso e pediu para que todos  aguardem o fim das investigações para saber o que ocorreu de fato.

Segundo a Polícia Civil, dois filhos da deputada federal Flordelis seriam os responsáveis pelo assassinato de Anderson do Carmo de Souza, pastor da igreja Ministério Flordelis. O crime ocorreu na madrugada do último domingo, em Pendotiba, Niterói. O pastor foi morto com vários tiros.

Na manhã desta terça-feira (18), a polícia pediu a quebra do sigilo telefônico para apurar uma possível ligação dos irmãos na morte do pai adotivo.

Em prosseguimento às investigações sobre o assassinato, equipes da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), realizam diligências na casa onde ele morava com a esposa, a deputada federal Flordelis.  

Na manhã desta sexta-feira a Polícia Civil pediu a quebra do sigilo telefônico de dois filhos da deputada Flordelis que estão presos.  Lucas dos Santos, de 18 anos, foi preso por tráfico de drogas e Flávio Rodrigues dos Santos, de 38 anos, foi preso e enquadrado na Lei maria da Penha na última segunda-feira, logo após o enterro do pai adotivo.

Scroll To Top