NITERÓI/RJ
Min:   Max:

PM começa a formar 500 novos soldados

A Polícia Militar recebeu uma nova turma de aprovados do concurso de 2014. Nesta segunda-feira (11), 500 concursados, de um total de 3 mil que serão chamados gradativamente ao longo deste ano, se apresentaram no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), em Sulacap, Zona Oeste do Rio. Neste primeiro mês, os futuros policiais participarão de atividades de adaptação, recebendo instruções sobre regras militares.

O grupo compareceu ao Centro de Recrutamento e Seleção de Praças (CRSP), onde recebeu o Registro Geral, número que identifica o soldado da corporação. Em seguida, os convocados foram levados ao CFAP, onde passarão por um curso com duração de 12 meses.

Os futuros policiais, quase todos oriundos do ambiente civil, receberão orientações e informações disciplinares preliminares neste primeiro mês de formação, já que estão passando por um processo de adaptação – explicou o comandante do CFAP, tenente-coronel Marcelo Teixeira.

Formação

Ao longo das primeiras semanas, os alunos entrarão em contato com práticas como a Ordem Unida (movimentos de marcha), entre outras instruções reunidas no regulamento disciplinar da Polícia Militar. Os futuros praças também vão receber orientações sobre o correto preenchimento de documentos administrativos. Somente no próximo mês, passarão a usar a farda da corporação. As disciplinas que constam na grade curricular também começam a ser ministradas no segundo mês de formação.

 
Dividido em três módulos – Básico, Profissional/Jurídico e Complementar – o curso de formação de praças apresenta carga horária total de 1.437 horas/aula. Entre as disciplinas estão Língua e Comunicação e Direitos Humanos, ambas do Módulo Básico; Tiro de Defesa, Policiamento Ostensivo e Direito Penal Militar e Comum (Módulo Profissional/ Jurídico) e estágio externo (Módulo Complementar).

Acordo com a Alerj

A convocação dos concursados foi possível graças a um acordo entre o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que se comprometeu a arcar com os salários dos PMs até o fim de 2020. O investimento é de R$ 125 milhões, para cada ano.

 
As verbas, que sairão do repasse de duodécimo da Alerj, serão remanejadas para a Secretaria de Polícia Militar. Os recursos são fruto de uma economia feita pelo legislativo fluminense, na ordem de R$ 370 milhões, em anos passados. 


Governo do Estado

Scroll To Top