NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Começa horário eleitoral gratuito

O primeiro dia de propaganda eleitoral gratuita na televisão começou nesta sexta-feira (26), às 13h, e os quatro candidatos à Prefeitura de Niterói usaram seus tempos disponíveis para apresentar seus planos de governo na emissora RedeTV.

Definido por sorteio, Flávio Serafini iniciou o dia de propaganda eleitoral. Com 21 segundos de tempo para apresentação, o candidato pelo PSOL criticou o modelo escolhido para a distribuição do tempo de propaganda. “Esse quadro é devido a uma lei do deputado Eduardo Cunha, que aumentou o tempo de TV para grandes partidos, a maioria envolvida em esquemas de corrupção, e diminuiu drasticamente o tempo de partidos como o PSOL, que tem um conteúdo programático visando ao interesse público”, disse. 

O atual prefeito e candidato à reeleição, Rodrigo Neves, do PV, foi o segundo a se pronunciar e usou seu tempo de campanha, de 5 minutos e 46 segundos, para apresentar o trabalho realizado em seu primeiro mandato e suas promessas no caso de uma possível reeleição.

Rodrigo iniciou seu tempo falando sobre saúde, onde destacou a reabertura e a modernização do Getulinho, promessas de sua campanha à prefeitura de 2012. Rodrigo declarou que existem mais quatro passos para aperfeiçoar a saúde no município: transformar a maternidade Alzira Reis em uma maternidade modelo, a criação do programa “Remédio em casa”, 100% de cobertura do programa “Médico de família” e a construção do Centro de Diagnóstico por Imagem.

Em seguida, o candidato verde apresentou as melhorias na mobilidade do município. Rodrigo falou sobre as obras do Túnel Charitas-Cafubá e afirmou que a partir de novembro deste ano o túnel já estará em pleno funcionamento, contando com sistema de ventilação, lâmpadas de LED, monitoramento por câmeras, passagem já liberada para o ônibus BHS e ciclovias nos dois sentidos.

Felipe Peixoto (PSB) foi o terceiro a se pronunciar, com 3 minutos e 36 segundos de tempo de campanha. Ele destacou que teve mais de 20 encontros com a população niteroiense, onde teve oportunidade de ouvir suas demandas e, a partir disso, elaborou seu programa de governo. 

Em seu tempo eleitoral, Felipe apresentou seus familiares, que destacaram a proatividade e o apreço pela política que o candidato tem desde a sua infância, mesmo sem ter nenhum político como referência em toda a família. O socialista finalizou seu tempo firmando o compromisso de dobrar o efetivo de policiais na cidade de Niterói.

Com o tradicional jingle do PSTU “Contra burguês, vote 16”, Danielle Bornia (PSTU), com 11 segundos de propaganda, fechou o horário eleitoral afirmando que “os ricos devem pagar a conta da crise financeira, além de destacar a luta contra o machismo, a homofobia e o racismo caso seja eleita”.

São Gonçalo – Em São Gonçalo, a propaganda eleitoral gratuita exibida na Rede Record começou com Dayse Oliveira (PSTU), que teve seis segundos, tempo suficiente para apresentar o jingle do partido. 

Em seguida, o Prof. Josemar de Carvalho (PSOL) se apresentou em seus 12 segundos. Já Diego São Paio (Rede) teve 16 segundos para mostrar suas propostas, seguindo de Dilson Drumond (PSDB), com 1 minuto e 20 segundos disponíveis.

O atual prefeito Neilton Mulim (PR) falou sobre sua gestão e suas novas propostas para a cidade nos 3 minutos e 11 segundos que lhe foram permitidos pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). 

Focado na memória do seu avô Leonel Brizola, duas vezes governador do Estado do Rio, Brizola Neto (PDT) apareceu em seu 1 minuto e 49 segundos visitando uma eleitora.

Em seus 34 segundos, José Luiz Nanci (PPS) ressaltou o seu conhecimento da cidade, enquanto Marlos Costa (PSB) destacou a sua família, com depoimentos de seus parentes. Finalizando a propaganda eleitoral de ontem, Dejorge Patrício (PRB) sequer utilizou o seu tempo de 33 segundos, apresentando apenas o nome de sua coligação, “Renova São Gonçalo”.

Colaborou: André Luiz Coutinho

Scroll To Top