NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Família de Marielle recebe Prêmio Dandara na Alerj nesta quarta

O Plenário Barbosa Lima Sobrinho da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) será palco de uma cerimônia em homenagem a Marielle Franco, nesta quarta (7), às 18h. A família da vereadora receberá, na oportunidade, o Prêmio Dandara Post Mortem, concedido a quem contribuiu para a valorização da mulher negra no Rio. A iniciativa é das deputadas Mônica Francisco, Dani Monteiro e Renata Souza, todas do Psol, que promovem a entrega para marcar os 40 anos de Marielle, que seriam completados no dia 27 de julho.

Dani Monteiro, a mais jovem entre as parlamentares, afirma que o Rio e o Brasil não podem deixar os planos, sonhos e lutas de Marielle caírem no esquecimento.

"Marielle fez muito por nós e o prêmio é uma forma de mantê-la viva. Marielle também era alegria, guardava um futuro que queremos tornar realidade: um país mais justo e menos desigual. Na entrega do Dandara, abraçamos a família e seguimos com a pergunta. Afinal, quem mandou silenciar Marielle?", pontuou Monteiro.

Para Mônica Francisco, além de homenagear Marielle, esta também é uma forma de manter as lutas da vereadores vivas e de cobrar respostas das autoridades.

"Este prêmio é para celebrar Marielle. É uma honraria que traz o nome de uma mulher negra lutadora para outra guerreira na defesa da vida das mulheres, dos favelados e dos trabalhadores. É também para lembrar às autoridades que já são mais de 500 dias sem Marielle e nós queremos saber quem mandou matar", complementou Francisco.

"Além de celebrar a vida de Marielle diante de todos os seus feitos enquanto vereadora e também defensora dos Direitos Humanos, essa homenagem vem acompanhada da pressão que, pra gente, é fundamental fazer ao governo brasileiro e aos órgãos de investigação que estão com o caso Marielle, para que possamos saber quem mandou matar Marielle Franco. Isso é algo fundamental para uma homenagem como essa com o nome 'Prêmio Dandara', uma mulher negra, que esteve à frente do quilombo dos palmares e que representa a luta ancestral de Marielle Franco", complementou Souza.

Durante a solenidade, haverá apresentação musical e teatral. Marina Íris cantará o samba da Mangueira "História de ninar gente grande", que homenageou Marielle Franco e foi campeão na Sapucaí, além da apresentação da peça "A Encruzilhada". Também estão previstos espaço para discursos dos familiares, parlamentares e convidados.

Dandara - O "Prêmio Dandara" foi criado no ano de 2015 para homenagear, anualmente, pessoas ou instituições que contribuíram para a valorização da mulher afrodescendente, latino-americana e caribenha. 

Scroll To Top