NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Homofobia: STF recebe críticas

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em criminalizar a homofobia como forma de racismo foi considerada “equivocada” pelo presidente Jair Bolsonaro. Ao finalizar o julgamento da questão, na tarde de quinta-feira, a Corte declarou a omissão do Congresso em aprovar a matéria e determinou que casos de agressões contra o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis) sejam enquadrados como crime de racismo até que uma norma específica seja aprovada pelo Poder Legislativo.

“Com todo o respeito, mas decisão do Supremo é completamente equivocada. Além de estar legislando, está aprofundando a luta de classes”, disse o presidente. 

Na visão de Bolsonaro, a decisão do STF pode ser prejudicial à própria população LGBT. “Prejudica o próprio homossexual, porque se o dono de um empresa for contratá-lo, vai pensar duas vezes em fazer isso já que se fizer uma piada isso pode ser levado para a Justiça”.

Bolsonaro disse ainda que se houvesse um ministro evangélico no STF, esse julgamento poderia não ter avançado.

Scroll To Top