NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Seminário debaterá retomada do crescimento econômico

A possível retomada das obras do Comperj, maior empreendimento do Leste Fluminense, representa a possibilidade de virada econômica para todos os municípios envolvidos

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Estão abertas as inscrições para o seminário “Desenvolvimento Econômico no Leste Fluminense”, que será realizado pelo Grupo Fluminense Multimídia, de 8 a 10 de maio, entre 9h e 12h30, no auditório da Universidade Candido Mendes de Niterói, no Centro da cidade. A entrada é franca, mas as inscrições são obrigatórias e o número de vagas é limitado. Durante três dias, serão debatidos assuntos ligados à retomada do crescimento da região, com destaque para os novos projetos no Comperj e seus benefícios para os municípios do entorno, expectativas da indústria e do comércio, além de qualificação profissional e empreendedorismo.

Alunos da UCAM Niterói deverão garantir presença através do sistema acadêmico da universidade. Quem não for aluno deverá enviar e-mail para [email protected], solicitando inscrição e informando nome completo, profissão e cidade de origem. Os interessados deverão especificar na mensagem os dias em que pretendem participar. Haverá entrega de certificados exclusivamente a quem se inscrever e confirmar presença nos três dias de seminário. Serão concedidas seis horas/dia de atividade acadêmica. O seminário conta com apoio da Universidade Candido Mendes, da Prefeitura de Niterói e da PredialNet. 

Programação – Para discutir a retomada do crescimento econômico da Região, o seminário foi dividido em três linhas de debates. No primeiro dia, 8 de maio, a abertura ficará a cargo de Mirella Marchito Condé, analista sênior do Sebrae-RJ, que falará sobre os cuidados e perspectivas para quem vai abrir o próprio negócio. 

“As empresas contemporâneas, tradicionais ou startups, buscam profissionais comprometidos, autogerenciados e proativos, e o empreendedorismo é a temática que abrange todos esses atributos, definindo claramente as características do agente da mudança: o empreendedor”, explica a especialista. 

Em seguida, a qualificação profissional e a importância do estágio serão debatidas por especialistas do Instituto RH-LF (Recursos Humanos do Leste Fluminense) e do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). O instituto, sem fins lucrativos, foi fundado em 2002 por iniciativa e apoio de empresas da região, e tem por objetivo realizar encontros voltados a profissionais de Administração e gestores de RH. O instituto promove encontros mensais para orientar e atualizar tais profissionais, a fim de buscar uma melhor qualificação. Já o CIEE faz a ligação entre estudantes e empresas para a contratação de estagiários. É entidade de assistência social que, por meio de diversos programas, possibilita aos adolescentes e jovens uma formação integral, ingressando-os no mercado de trabalho. Confirmaram presença nos debates a presidente do Instituto RH-LF, Edmara Uchoa, e o superintendente do CIEE, Paulo Pimenta Gomes. A mediação será de Marcelo Lessa dos Anjos, consultor empresarial, professor e psicopedagogo da UCAM. 

Indústria e comércio – O segundo dia do seminário, 9 de maio, irá apresentar o diagnóstico e expectativas de duas importantes áreas econômicas no Leste Fluminense: a indústria e o comércio. A primeira mesa de debates, sobre a indústria, irá reunir o presidente da Firjan Leste Fluminense, Luiz Césio Caetano, e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico de Niterói, Luiz Paulino Moreira Leite, que também preside a Associação Comercial e Industrial do Estado do Rio de Janeiro.   

O representante da Firjan destacou a importância do seminário: “Nos últimos anos, a região vem sofrendo com o desmantelamento da sua indústria em diversos setores, como a do pescado, a naval e a não concretização do Comperj. A crise econômica no país e no Estado, entre 2015 e 2017, atingiu em cheio o setor de serviços, gerando elevado desemprego na região, principalmente em Niterói. O ano de 2018 começa com alguns sinais positivos, indicando que pode haver uma reversão nesse quadro catastrófico. As boas notícias vêm do setor de petróleo e gás, com o aumento na distribuição dos royalties para os municípios, as rodadas de licitações e a possível retomada do Comperj. É muito oportuno para se discutir o desenvolvimento da região, passando por uma boa gestão pública e o controle e ordenação da aplicação dos recursos financeiros, oriundos daquela arrecadação extraordinária”.

Ainda no segundo dia, o presidente do Sindilojas Niterói (entidade que agora em 2018 completa 75 anos de existência), Charbel Tauil, e da Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói, Luiz Vieira, irão apresentar o diagnóstico e as estratégias do comércio para a retomada do crescimento. A mediação das mesas neste segundo dia ficará a cargo de Rogério Rocco, bacharel em Direito pela UCAM, Mestre em Direito da Cidade pela Uerj e Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais pela UFF, que também destacou a importância do seminário.

“A iniciativa atende à necessidade de apresentação à sociedade dos planos e programas de desenvolvimento em curso nessa região do Estado do Rio de Janeiro, a fim de estimular a participação social nas escolhas dos objetivos e finalidades do desenvolvimento que queremos para o nosso futuro”, afirmou o acadêmico. 

A retomada do Comperj – O terceiro e último dia do seminário sobre desenvolvimento econômico no Leste Fluminense contará com representantes da Petrobras e das Prefeituras de Niterói, Itaboraí e Maricá, tendo o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), em Itaboraí, como tema principal. Representante da Petrobras irá apresentar os principais projetos para a região e o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, que preside o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Leste Fluminense (Conleste) irá falar sobre os benefícios para os municípios, assim como o prefeito de Itaboraí, Sadinoel Souza, e de Maricá, Fabiano Horta. O diretor da UCAM Niterói, José Carlos Oliveira dos Santos, irá mediar o encontro. 

“É de suma importância que o Conleste traga à mesa de discussões um assunto tão importante para o desenvolvimento econômico do Estado, que é a retomada das obras do Comperj. Tal importância tem, como beneficiários diretos, não só a Petrobras, na recuperação de seus prejuízos, mas também os municípios membros e vizinhos”, afirmou José Carlos.

Histórico – Desde 2015, o Grupo Fluminense Multimídia vem realizando, com apoio acadêmico da Universidade Candido Mendes, seminários sobre assuntos relevantes para a cidade de Niterói e demais municípios do Leste Fluminense. Mobilidade urbana, meio ambiente e sustentabilidade e turismo foram alguns dos encontros promovidos na UCAM, sempre com a participação de autoridades estaduais e municipais, além de representantes de instituições da sociedade civil.


Scroll To Top