27
Ter, Out

'Boa noite, Cinderela': cuidado

Por professor Aderbal Sabrá e professora Selma Sabrá, especial para O FLUMINENSE - Foto: Divulgação

Saúde
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O direito à Saúde no Brasil é uma garantia prevista na Constituição de 1988, fruto do Movimento pela Reforma Sanitária Brasileira, com decisões históricas da Assembleia Nacional Constituinte.

Reconhecer a violência como questão de Saúde Pública é mais que um avanço para o país, caracterizando a problemática enraizada na sociedade contemporânea, pautada na complexidade das relações humanas.

A maioria das vítimas de violência sexual, cerca de 78% dos adolescentes atendidos pelos serviços de referência são do sexo feminino, sendo a agressão sexual mais frequente na faixa etária de 10 aos 19 anos de idade. A violência porém pode ser realizada tanto contra o sexo masculino ou feminino e podendo acometer diferentes faixas etárias.

O termo "Boa noite, Cinderela" é um golpe frequente, no qual a vítima é dopada após ingerir uma bebida alcoólica misturada com uma ou mais substâncias alcaloides, que podem ser de origem natural ou sintética. O etanol, que é o álcool utilizado nas bebidas alcoólicas, funciona como um potencializador dos efeitos das substâncias utilizadas.

O golpe "Boa Noite Cinderela" é considerado um crime que consiste em drogar uma vítima para roubá-la ou estuprá-la. As drogas se manifestam provocando um efeito depressor sobre o sistema nervoso central, principalmente quando combinadas com o álcool. A ação dos medicamentos colocados na bebida tem início poucos minutos após a sua ingestão, atuando diretamente do sistema nervoso central, diminuindo a sua atividade, o que faz com que a pessoa passe a não perceber muito bem o que está acontecendo. A ação dos medicamentos vai depender da quantidade adicionada à bebida e da resposta do organismo da vítima. Quanto maior a dose ingerida, mais forte será a sua ação e os efeitos oriundos da droga, podendo resultar em parada cardíaca ou respiratória da vítima.

O "Boa noite, Cinderela" é realizado geralmente em festas e casas de show noturnas. Ao adicionar na bebida alcoólica essas substâncias irão atuar no sistema nervoso central, deixando a pessoa desorientada, desinibida e sem consciência dos seus atos. Também conhecido por "rape drugs" (drogas de estupro), geralmente ocorre quando um sujeito, geralmente simpático e de boa aparência, aplica um coquetel de drogas depressoras do sistema nervoso central, na forma de comprimidos ou gotas na bebida de outra pessoa.

As substâncias mais utilizadas nesse golpe são o Flunitrazepam, responsável por induzir o sono em poucos minutos após a sua ingestão, o Ácido Gama Hidroxibutírico (GHB) que pode diminuir o nível de consciência, a Cetamina, que tem ação anestésica e analgésica, dentre outras substâncias. Esses medicamentos uma vez colocados e dissolvidos na bebida, não conseguem ser identificados e, por isso, a pessoa acaba bebendo sem perceber. Após alguns minutos, os efeitos aparecem e a pessoa passa a não ter mais consciência dos seus atos.

Com a perda da capacidade, os homens e mulheres podem ser vítimas desse golpe aplicado por pessoas mal-intencionadas com o intuito de realizar assaltos, sequestros ou abusar sexualmente da vítima. Ao ingerir a bebida misturada com a droga, a pessoa tem sua atenção e memória afetadas, tornando-a submissa ao criminoso. Por se dissolverem facilmente, e serem incolores e inodoras, identificar um copo que recebeu essas drogas, chega a ser uma tarefa quase impossível.

A reação da vítima dopada é geralmente confundida com a de uma pessoa embriagada.

Os efeitos das drogas usadas variam de pessoa a pessoa dependendo da droga e da dose ingerida. Os sintomas observados com mais frequência são amnésia, sonolência, inconsciência, alucinações, vômitos, e até um estado de coma.

A vítima perde a inibição e não consegue discernir o certo e o errado, não sendo capaz de agir ou tomar decisões de forma consciente, ficando vulnerável e indefesa às intenções do agressor.

O efeito da perda de memória causado por essas substâncias é chamado no meio médico de blackout. Por conta desse efeito que pode ser parcial ou total, a pessoa pode não se lembrar de nada do que aconteceu após a ingestão da bebida (durante a intoxicação),ou ter apenas um blackout parcial, onde a vítima se lembra apenas de fragmentos do que ocorreu durante o período em que esteva dopada.

Efeitos do "Boa noite, Cinderela" - Podem variar de acordo com quais medicamentos foram utilizados e qual a dose foi adicionada à bebida. Após a ingestão da bebida, sente euforia e depois a vítima pode apresentar sintomas como a perda ou diminuição da capacidade de raciocínio; diminuição dos reflexos; perda da força muscular; perda ou menor atenção; falta de discernimento do que é certo ou errado; perda da consciência, alucinações, podendo cair num sono profundo que pode durar de 12 a 24 horas, não conseguindo se lembrar do que aconteceu após ter tomado a bebida. Sob a ação da sustância, que foi adicionada clandestinamente no copo da vítima, em questão de minutos, a vítima pode simplesmente apagar.

A preocupação desse golpe são os danos oriundos à saúde física e mental - Por encontrar-se vulnerável pode ocorrer o estupro de um ou mais agressores. O significado de Estupro é "Constranger mulher à conjunção carnal, mediante violência ou grave ameaça", regido pelo Código Penal Brasileiro, no Art. 213. Nesses casos torna-se estupro de vulnerável, uma vez que a vítima foi dopada. O processo judicial envolvendo drogas de abuso frequentemente requer perícia, o que gera um laudo pericial.

A vítima do estupro corre risco de uma gravidez e das doenças sexualmente transmissíveis, devendo procurar imediatamente o serviço de saúde para que as medidas terapêuticas sejam realizadas o mais breve possível, para a prevenção da gravidez e das doenças sexualmente transmissíveis (DST).

Devido ao constrangimento das vítimas e à falta da noção e clareza do que ocorreu, poucas são as pessoas que registram queixas relacionadas a este golpe nas delegacias de polícia. Com isso, as estatísticas são subestimadas, e a ação da polícia limitada, porém quando a vítima procura ou é levada a um serviço de emergência, um boletim de ocorrência é registrado e todas as medidas necessárias serão realizadas para melhor condução do caso.

Além da reação imediata de medo persistente, perda da autoestima, pode levar a dificuldade de relacionamento. Esses efeitos psicológicos crônicos do abuso sexual ocorrido se enquadram no distúrbio de estresse pós-traumático.

O trauma emocional decorrente do abuso sexual e da violência em si, além do medo de gravidez ou mesmo de ter adquirido uma doença sexualmente transmissível (DST), inclusive uma infecção pelo HIV aumenta a ansiedade da vítima e merecem toda a atenção e tratamento adequado.

As vítimas de estupro devem ter um acompanhamento com apoio psicológico, amparo forense, prevenção da gravidez indesejada e a profilaxia das DST.

Os casos de violência sexual contra a mulher devem ser notificados pelos serviços que prestam atendimento segundo Lei 10.778/03.

As vítimas devem ser informadas sobre os efeitos físicos e psicológicos do abuso sexual e da necessidade da profilaxia da gravidez, início da antibioticoprofilaxia para as DST; a coleta imediata de sangue para sorologia para sífilis, HIV, hepatite B e C (avalia-se o estado sorológico no momento do atendimento para posterior comparação). O agendamento do retorno para acompanhamento psicológico e a realização da sorologia para sífilis (após 30 dias) e para o HIV (após no mínimo 3 meses). Vacina e imunoterapia passiva para a hepatite B.

Como evitar o golpe - A forma mais eficaz de se evitar o golpe do "Boa noite, Cinderela" é não aceitar bebidas oferecidas por pessoas estranhas em festas, bares, shows e discotecas, uma vez que essas bebidas em geral, alcoólicas, água, suco podem conter as substâncias como os medicamentos utilizados para realizar o golpe. Não aceitar nada de ninguém. Bebidas, enfim, nenhuma bebida, em geral

• Nada de chicletes, balas nem doces.

• Recomenda-se ficar sempre atento ao seu copo de bebida, evitando que substâncias possam ser adicionadas em um momento de distração, ou ida ao banheiro.

• Outra maneira de evitar o golpe, é frequentar os ambientes de festas sempre acompanhado de amigos próximos, sendo mais fácil se proteger contra esse tipo de golpe. Evite sair sozinho.

 

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.