27
Ter, Out

Ministro da Saúde defende cooperação entre países contra o coronavírus

Durante videoconferência, os ministros dos países membros do Mercosul assinaram declaração se comprometendo a intensificar, apoiar e articular estratégias regionais para o enfrentamento da Covid-19 - Foto: Divulgação

Coronavírus
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A cooperação dos países do Mercosul é essencial para combater o coronavírus nas fronteiras e na região. A afirmação foi dada pelo ministro interino da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello, nesta quinta-feira (18), durante videoconferência com os demais ministros da Saúde dos países membros do Mercosul (Paraguai, Uruguai e Argentina). Eduardo Pazuello reafirmou a posição brasileira em dialogar e cooperar com todos os países do bloco, objetivando encontrar soluções coordenadas para problemas comuns entre os quatro países. Durante a reunião, os ministros assinaram declaração se comprometendo a intensificar, apoiar e articular estratégias regionais para o enfrentamento da Covid-19.

Ainda durante o encontro, presidido pelo ministro do Paraguai, Julio Daniel Mazzoleni Insfrán, presidente pro tempore do bloco, Pazuello apresentou a nova plataforma brasileira para divulgar o cenário de casos e óbitos de Covid-19, além das orientações de manejo e de assistência aos pacientes com a doença.

“O nosso maior objetivo no Brasil é salvar vidas. Somos um país com dimensões e dificuldades continentais. Por isso, temos trabalhado com olhar individual por região, estado, município e região de saúde”, afirmou o ministro interino da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello. Ele também aproveitou a ocasião para agradecer “a todos os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à Covid-19, se expondo todos os dias para salvar vidas. Muitos já pegaram a doença e alguns, lamentavelmente, perderam suas vidas”, ressaltou Pazuello. 

O ministro brasileiro apresentou aos demais ministros o novo painel interativo, lançado neste mês, pelo Ministério da Saúde. O novo modelo permite acompanhar a análise de casos e mortes de forma regionalizada e por municípios, entre outras informações. O objetivo é ter uma ferramenta mais precisa sobre o cenário atual da doença e permitir ao Poder Público adequar ações e agir com mais efetividade na proteção e assistência à população. “A nova ferramenta, que pode ser acessada no mundo inteiro, por meio do site do Ministério da Saúde, dá transparência completa aos dados, como análise da evolução da curva epidemiológica, número de casos e óbitos, além de liberação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), recursos, testes e leitos de UTI. Essas informações vão auxiliar o gestor na tomada de decisão”, explicou o ministro brasileiro.

O ministro Pazuello também apresentou as orientações de manejo e de assistência aos pacientes com Covid-19 adotadas pelo Brasil. “São sugestões que coloco à disposição de todos, porque temos fronteiras comuns. Por isso, a importância de alinharmos esses processos. Todas essas informações, também, estão publicadas no site do Ministério da Saúde. São orientações voltadas ao atendimento dos pacientes, a medicamentos disponíveis aos médicos, equipamentos e insumos que utilizamos, além da capacitação de profissionais. Também constam orientações sobre a testagem em massa e os públicos-alvo”, destacou Pazuello.

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.