Pazuello confirma início da vacinação no dia 20, dizem prefeitos

Anúncio aconteceu em reunião com prefeitos de todo o país; Axel Grael, de Niterói, esteve presente - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Coronavírus
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O Ministro da Sáude Eduardo Pazuello informou que vacinação contra a covid-19 em todo o Brasil terá início na próxima quarta-feira (20), segundo os prefeitos que participaram da reunião com o Ministério da Saúde, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (14).

Em suas redes sociais, alguns prefeitos falaram sobre a decisão de Pazuello sobre a vacinação no país, porém, o próprio Ministério da Saúde ainda não confirmou a data. Mais de 130 prefeitos de todas as regiões participaram da reunião, onde a grande maioria foi de maneira virtual.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, foi um dos que participou da reunião e publicou sobre a decisão em sua rede social:

"Participei há pouco, por videoconferência, da reunião de mais de 100 prefeitos com o Ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo. Ele afirmou que a vacinação deverá ser iniciada simultaneamente em todo o País, na próxima quarta-feira, dia 20, às 10h. Para isso, segundo o ministro, a Anvisa deverá aprovar neste domingo o uso emergencial da Coronavac/Butantan e da Astrazeneca/Fiocruz."

E ainda completou, afirmando que a cidade de Niterói já tem todo o planejamento pronto para iniciar a vacinação na próxima quarta-feira.

"Na segunda-feira deverão ser enviadas para os Estados 2 milhões de doses da Astrazeneca e 6 milhões da Coronavac, a serem distribuídas igualmente para todos os municípios (de forma proporcional à população), sem prioridade para capitais. Niterói está pronta para iniciar a vacinação, com insumos necessários e equipes preparadas. Haverá 54 pontos de vacinação nas unidades de saúde de nosso município, além de drive thru no Caminho Niemeyer. A reunião foi promovida pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP)."

Segundo a Frente Nacional dos Prefeitos, o ministro ainda informou sobre a previsão de does da vacina que serão disponibilizadas em todo o país nos próximos meses, que ficaram divididas da seguinte maneira: 8 milhões de doses em janeiro, 30 milhões em fevereiro e mais 30 milhões em abril, totalizando 68 milhões de doses da vacina antes da metade do ano.

No país, a maior parte dos municípios já possui a quantidade suficiente de suprimentos, como seringas e agulhas, para o início da vacinação da população.