Viradouro apresenta enredo para 2023

Escola de Niterói vai mostrar no Sambódromo a história de "Rosa Maria Egipcíaca" - Foto: Fotos de redes sociais

Niterói
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A Unidos do Viradouro apresentará aos compositores de samba enredo amanhã (30), às 19h, a sinopse de "Rosa Maria Egipcíaca", enredo que a escola de Niterói vai mostrar no Sambódromo em 2023. Como já vem ocorrendo, a participação no concurso é aberta a qualquer compositor, mesmo sem vínculo com a escola.

Rosa Maria Egipcíaca, que terá sua história contada pela Viradouro, é apontada como a primeira afro-brasileira a escrever um livro no Brasil. Ela foi escravizada, prostituta, beata e feiticeira, que viveu no Rio de Janeiro e nas cidades históricas de Minas Gerais.

Para a realização da pesquisa e elaboração do texto da sinopse, o carnavalesco Tarcísio Zanon ganhou um reforço: o jornalista e pesquisador João Gustavo Melo.

"Sempre admirei o trabalho do Gustavo. Além de um grande profissional, é uma pessoa incrível. Na Viradouro, ele entra pra enriquecer este momento importantíssimo em qualquer projeto, que é a elaboração da sinopse, com seu conhecimento e propriedade na escrita", comenta o carnavalesco.

O Carnaval de 2023 não será a primeira experiência de João Gustavo na agremiação e ele destaca algumas características do enredo proposto por Zanon:

"Estive na Viradouro entre 2003 e 2005, trabalhando na equipe de pesquisa com Mauro Quintaes. Estar de volta à escola nesta fase em que a Viradouro apresenta a incrível história de Rosa Egipcíaca é um presente e uma grande responsabilidade. Agradeço muito à direção da escola e ao Tarcísio Zanon por me colocarem diante de uma história tão rica", afirmou João
Gustavo.