Comunidades têm pacote de R$ 1,38 bi em investimentos

Cidades
Tpografia
  • Mínimo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Fonte Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A Prefeitura de Niterói anunciou, ontem (13), um pacote de investimentos de R$ 1 bilhão e 380 milhões em comunidades e no atendimento para a população vulnerável da cidade. O eixo "Comunidades", o sétimo do Niterói 450, terá o investimento repartido em oito projetos: Comunidade Melhor; Prefeitura Presente; Contenção de Encostas; Unidades Habitacionais; Regularização Fundiária; Jovem EcoSocial; Neutralização de
Carbono e a Moeda Social Arariboia.

Niterói chega aos seus 450 anos em 2023, e para marcar o aniversário da cidade, a Prefeitura elaborou um extenso plano de investimentos: o Niterói 450, que vai aplicar R$ 2 bilhões na cidade até 2024 com o objetivo de ampliar e qualificar os serviços prestados à população. Entre as áreas contempladas estão Saúde, Educação, Centro, Zona Norte, Sustentabilidade e Clima e Resiliência.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, afirmou que o eixo "Comunidades" é prioritário e representa a disposição da Prefeitura de atender às necessidades de todos os moradores da cidade.

"Este eixo do Plano Niterói 450 tem oito projetos, em um conjunto de iniciativas para melhorar a infraestrutura e a qualidade de vida nas comunidades. Temos desde as intervenções diretas nas comunidades com o Comunidade Melhor, com ações mais estruturantes, e o Prefeitura Presente, com iniciativas mais pontuais e de acordo com a demanda dos moradores, até a manutenção e o fortalecimento de programa vitorioso como o Moeda Social Arariboia", explicou Axel Grael.

Estiveram presentes na solenidade o vice-prefeito de Niterói, Paulo Bagueira, os secretários municipais de Participação Social, Anderson Pipico, da Secretaria Executiva, Bira Marques, de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, de Defesa Civil e Geotecnia, Walace Medeiros, além do presidente da Emusa, Paulo Cesar Carreira.

Comunidade Melhor - O projeto Comunidade Melhor prevê obras de infraestrutura em 13 comunidades de Niterói. São intervenções de drenagem, pavimentação e urbanização, além da implantação de equipamentos comunitários como praças e áreas de lazer. Também haverá a construção de escadarias, abertura de acessos, pavimentação e instalação de iluminação pública. O Comunidade Melhor terá um investimento de R$ 350 milhões. A previsão é de que o projeto gere 400 empregos diretos e 1000 postos de trabalho indiretos. A prioridade para o preenchimento dos postos de trabalho será dos moradores das comunidades onde serão realizadas as obras.