NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Charbel Tauil

O presidente do Sindicato dos Lojistas de Niterói traz os bastidores da rede varejistas da cidade e as principais novidades do setor

Falta um centro de convenções

Charbel Tauil Rodrigues é presidente do Sindilojas Niterói

Charbel Tauil, presidente do Sindicato dos Lojistas de Niterói, traz os bastidores da rede varejista da cidade e as principais novidades do setor

Divulgação

Viabilizar um amplo e moderno centro de convenções para Niterói é algo que precisa entrar na ordem do dia das atenções de autoridades, administradores públicos e instituições particulares, pelo imenso potencial de benefícios econômicos que traz consigo. É sabida e reconhecida mundialmente a força da indústria do Turismo, sendo que muitas cidades e microrregiões conseguem se manter com ótimos níveis de empregabilidade e renda, apenas pelo fato de contarem com infraestrutura para acolhimento e realização de eventos tais como congressos, seminários, conferências e ciclos de debates.

A "indústria das convenções", chamemos assim, é por si só uma riquíssima vertente, com efeitos positivos que se espraiam pelos mais diversos ramos do Comércio e de Serviços em todo o entorno: hotéis, bares, restaurantes, shoppings, lojas de rua, táxis -- todos são intensamente procurados e acionados pelo farto público das convenções. E isto sem falar nas atrações culturais (museus, teatros, casas de espetáculos), e nas áreas de visitação turística propriamente ditas, como é o caso das praias e dos parques.

A "indústria das convenções" é capaz de levar (e manter) alta prosperidade até mesmo para municípios distantes e, às vezes, sem muito mais o que oferecer para o visitante além de um complexo preparado para sediar eventos e um alguns bons hotéis próximos. Agora imagine o leitor uma cidade bela como Niterói, de exuberantes atrações naturais, com uma orla fascinante e todo um rico circuito de museus, teatros e pontos de interesse histórico -- e, de quebra, pertinho do Rio de Janeiro!

Fazemos tais considerações porque acreditamos que o nosso município tem um tremendo potencial turístico, sim, que ainda está por ser devidamente explorado. E vemos a "indústria das convenções" como uma excelente possibilidade econômica, devendo se tornar tema de primeira ordem nas discussões acerca dos rumos de desenvolvimento de Niterói, por todos aqueles interessados e compromissados com tais objetivos. Nós, do Sindilojas, compreendemos o Comércio como parte de uma engrenagem maior, que auxilia e é auxiliada a cada passo adiante que a comunidade local consegue dar.

Vemos o momento atual como muito próprio para que esse tema seja colocado em destaque, uma vez que, com melhorias e modernizações sendo realizadas em várias frentes, Niterói inegavelmente avança em termos de qualidade de vida para a população e seus visitantes, assim como está progredindo em termos de oferta de equipamentos urbanos. Só para mencionarmos o Centro, por exemplo, em breve deveremos ter uma nova orla no bairro, incluindo uma Praça Araribóia moderna; e também a Marquês do Paraná está sendo alargada (faltando, porém, uma ação consistente e estruturada em benefício de todo o "miolo", constituído pelo trecho entre a Amaral Peixoto e a Feliciano Sodré). Também a Região Oceânica, reurbanizada e agora com o túnel, renasce rapidamente como opção comercial, residencial e de lazer. Ou seja, a cidade está ficando bem arrumada, se capacitando naturalmente para galgar um novo patamar com a "indústria das convenções".

Que essa discussão passe a figurar entre as prioridades de todos aqueles que desejam uma Niterói melhor e mais próspera.

Turismo e Comércio têm tudo a ver, sempre. Nós, do Sindilojas, acreditamos nisso!

Scroll To Top