NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Informe

Tudo sobre os bastidores da política. E-mails para esta coluna: [email protected]

Empresário Rei Arthur é preso em Miami

O empresário Arthur Cesar de Menezes Soares Filho foi preso ontem em Miami, nos Estados Unidos. Conhecido como "Rei Arthur", ele é um dos principais investigados pela Operação Lava Jato do Rio. Ele é acusado por crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa. Foragido desde 2017, ele estava na lista dos procurados pela Interpol. "Rei Arthur" também é acusado de envolvimento na compra de votos para a eleição do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas de 2016. Em nota, o Ministério Público Federal diz que os procuradores da Lava Jato no Rio de Janeiro acreditam na extradição e "esperam que sejam cumpridos os pedidos já formalizados às autoridades americanas a fim de dar prosseguimento ao processo".

 

Pagamentos em troca de vantagens

"Rei Arthur" efetuou pagamentos em troca de vantagens, na celebração de contratos com suas empresas. Dono do Grupo Facility, durante o mandato de Sergio Cabral como governador, foi apontado como o maior fornecedor de mão de obra terceirizada do governo estadual. Ele chegou a faturar aproximadamente R$ 250 milhões

No Brasil, Arthur Soares realizou pagamento de vantagens indevidas por meio de entrega de dinheiro em espécie, contratos fictícios ou pagamento de despesas pessoais. Também foi apurado que a empresa Facility, que possui contratação com o Estado do Rio de Janeiro, custeou a implantação de sistema de segurança na cobertura do então secretário Estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, em valor de aproximadamente R$ 148 mil.

Inep quer identificação no Enem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) quer usar imagens para reconhecer os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir do ano que vem. A ideia, segundo o presidente do Inep, Alexandre Lopes, é que os estudantes forneçam sua foto na hora de fazer a inscrição e que a imagem seja usada para a verificação da identidade na hora da aplicação do teste.

Invasão ao Congresso chileno

Manifestantes tentaram invadir o Congresso Nacional chileno, ontem à tarde, mas foram detidos por Carabineros, a polícia chilena, com bombas de gás lacrimogêneo e jatos de água. O edifício teve que ser evacuado e as atividades legislativas suspensas. Foi o oitavo dia de protestos no país. Já são 19 mortes registradas, com 2.840 pessoas detidas e 295 feridas por armas de fogo. Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile e atualmente alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, disse que enviará, na próxima segunda-feira, uma missão de verificação para acompanhar os conflitos no país e examinar denúncias de violações dos direitos humanos.

Juros maiores no especial

Os clientes de bancos pagaram juros maiores no cheque especial e no rotativo do cartão de crédito, segundo o Banco Central. A taxa de juros do cheque especial subiu 0,7 pontos percentuais em setembro, comparada a agosto, e chegou a 307,6 % ao ano.

No ano, os juros do especial caíram 5 pontos.

Construção civil está em alta

A utilização da capacidade de operação da indústria da construção foi de 62% em setembro, o maior nível desde dezembro de 2014, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador cresceu 4 pontos percentuais em setembro frente a agosto e mantém o cenário de melhora.

Vale tem lucro líquido

A mineradora Vale teve lucro líquido de US$ 1,654 bilhão no terceiro trimestre de 2019, após um prejuízo de US$ 133 milhões no trimestre anterior. A receita operacional líquida chegou a US$ 10,2 bilhões e a dívida líquida ficou em US$ 5,3 bilhões. Os dados foram divulgados no Rio de Janeiro. Segundo a empresa, o prejuízo acumulado nos três primeiros trimestres do ano soma US$ 121 milhões, influenciado principalmente pelas provisões e despesas decorrentes da ruptura da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais.

CURTAS

O chefe da Coordenadoria de Áreas Terrestres da Agência Nacional do Petróleo (ANP), José Fernando de Freitas, e a superintendente de Petróleo e Indústria Naval do Estado do Rio de Janeiro, Meg de Luca, farão palestras no seminário sobre Novos temas de petróleo e gás, que o Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) realizará no seu plenário, no Centro do Rio, na próxima segunda-feira, das 9h às 18h. O seminário debaterá temas como o novo mercado de gás no Brasil e a resolução que disciplina o processo de cessão de contratos de exploração e produção de petróleo e gás natural.

O Senac na Comunidade, em parceria com o Sebrae, promove uma série de palestras para empreendedores. Durante a Semana do Empreendedorismo, de 29/10 a 01/11, serão discutidos diferentes tipos de empreendedorismo e competências necessárias para que os interessados saibam identificar oportunidades de negócios.

Scroll To Top