NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Panorama RJ

Por dentro das Casas Legislativas, por Lucas Schuenck. [email protected]

Neves se põe à disposição do MPRJ

Rodrigo Neves (PDT) rebateu acusações do MPRJ nesta quarta (12)

Alex Ramos

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, afirmou, nesta quarta (12), por meio de nota, que está à disposição para prestar esclarecimentos no que diz respeito a nova denúncia, por parte do Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ), contra sua administração.

O MPRJ ajuizou, na terça-feira (11), uma Ação Civil Pública (ACP) contra Neves, o ex-secretário municipal de Obras, Domício Mascarenhas, dois empresários, dois consórcios e nove empresas de transporte por atos de improbidade administrativa. Segundo o Ministério Público, o grupo teria recebido vantagens financeiras indevidas pagas pelos consórcios de empresas de ônibus da cidade.

Também na nota, Neves relembra que a ACP é similar em seu embasamento com a denúncia prestada no âmbito penal, que fez com que o chefe do Poder Executivo municipal ficasse preso preventivamente durante três meses (de dezembro a março). Neves ressalta o entendimento do 3º Grupo de Câmaras Criminais do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) que, em 12 de março do último ano, decidiu por sua soltura, recondução ao cargo e refutou a tese, por parte do MPRJ, de uma suposta formação de quadrilha no caso.

"O prefeito Rodrigo Neves esclarece que não recebeu qualquer notificação sobre a Ação Civil, que nunca foi ouvido, e que está a disposição para prestar esclarecimentos sobre quaisquer assuntos. Esclarece que o colegiado de magistrados do TJ já rejeitou a acusação infundada do promotor do MPRJ de formação de quadrilha e organização criminosa sobre o assunto. Também esclarece que o contrato de transporte público de Niterói foi feito por administração anterior", diz trecho da nota, que é complementada afirmando que não há qualquer novidade na nova denúncia, que já tramita na Justiça.

"A Ação Civil não traz nenhuma novidade em relação à absurda, injusta e infundada ação criminal de 2018, que ensejou uma violência contra o prefeito e a soberania popular, logo rejeitadas pelo colegiado dos desembargadores. A defesa do prefeito estranha e questiona o MPRJ porque o prefeito nunca foi sequer ouvido nesses anos de ação, refuta veementemente as ilações repetidas e sem qualquer dado novo do MPRJ, e confia na imparcialidade e isenção da Justiça", finaliza a nota de Neves.

ABI repudia declarações

A Associação Brasileira de Imprensa emitiu, na tarde desta quarta (12), nota de repúdio a um ex-funcionário de uma agência de disparos de mensagens em massa por WhatsApp, após o mesmo mentir à CPMI das Fake News e insultar a repórter da Folha de S. Paulo, Patrícia Campos Mello. Hans River, ex-funcionário da Yacows, afirmou, em depoimento, que a repórter ofereceu favores sexuais em troca de informações para sua reportagem.

'Comportamentos cafajestes'

"A grosseria de que foi alvo a jornalista Patrícia Campos Melo está relacionada com dois fenômenos: os contínuos ataques à imprensa e aos jornalistas em geral e a multiplicação de comportamentos cafajestes. Esses dois fenômenos têm sido estimulados por algumas das mais altas autoridades da República", diz a íntegra da nota da ABI, assinada por Cid Benjamim, vice-presidente da ABI.

Convocação

Hans foi convocado pelo deputado Rui Falcão (PT-SP) a prestar depoimento na CPMI das Fake News, formada por deputados e senadores, que investiga a disseminação de notícias falsas na eleição. À Folha, a deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) afirmou que Hans teve diversas incoerências. "Comprovando que houve mentira, nós podemos indicar o seu indiciamento, uma abertura de inquérito, porque mentira numa CPMI é crime. Ele teve diversas incoerências", disse a parlamentar.

Alerj vai 'bancar' barcas de Paquetá

A Alerj vai transferir recursos para que a Secretaria de Estado de Transportes (Setrans) mantenha a grade regular de horários das barcas que ligam a Ilha de Paquetá à Praça XV, no Centro do Rio. A informação foi divulgada pelo líder do Governo na Casa, deputado Márcio Pacheco (PSC), durante audiência pública da Comissão de Transportes nesta quarta (12). Pacheco também afirmou que está nos planos do Executivo uma nova licitação do modal.

Sem curso

Também nesta quarta (12), a Alerj aprovou um projeto de lei que permite que sargentos da polícia e bombeiros militares poderão ser promovidos a segundo sargento e primeiro sargento por tempo de serviço, sem a necessidade de realização de curso de aperfeiçoamento.

Autoria

A matéria legislativa é de autoria dos deputados Renato Zaca (PSL), Anderson Moraes (PSL), Subtenente Bernardo (Pros) e Alana Passos (PSL).

 

TV Câmara São Gonçalo

O vereador Diney Marins, presidente da Câmara Municipal de São Gonçalo, anunciou, nesta quarta (12), que a partir da próxima terça (18), as sessões plenárias serão transmitidas ao vivo pela TV Câmara São Gonçalo. Segundo o parlamentar, o principal objetivo da televisão legislativa é aproximas o plenário da sociedade para "Apresentar de forma transparente e democrática as atividades do Poder Legislativo". A TV Câmara São Gonçalo poderá ser acessada no site www.cmsg.rj.gov.br, pelo Facebook ou ainda pelo youtube.

 

Sem clima ruim após escolhas

Giovanna Victer, secretária de Fazenda, e Paulo Bagueira, deputado estadual e pré-candidato a vice-prefeito

Giovanna Victer, secretária de Fazenda, e Paulo Bagueira, deputado estadual e pré-candidato a vice-prefeito

Divulgação

No ano passado, Rodrigo Neves, prefeito de Niterói, divulgou uma lista com oito nomes dos possíveis candidatos em sua chapa de sucessão. Após meses de especulações, ele cravou, em janeiro, Axel Grael, como pré-candidato a prefeito, e Paulo Bagueira, como vice. Um dos nomes que figurava na lista, mas que ficou de fora, era o de Giovanna Victer, secretária de Fazenda de Neves. Ao que tudo indica, nada de clima ruim na atual gestão. Victer e Bagueira participaram juntos de um evento no MAC, na última semana, e pareciam animados com a candidatura.

Arraial se destaca no turismo brasileiro

As Prainhas do Pontal do Atalaia foi bem avaliada e é considerada a 2ª melhor praia do país, segundo o Travellers Choice

As Prainhas do Pontal do Atalaia foi bem avaliada e é considerada a 2ª melhor praia do país, segundo o Travellers Choice

Marcelo Teixeira

O município de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, aparece no ranking das 25 melhores praias do Brasil e do mundo. Os locais foram indicados pela premiação "Travellers Choice", realizada anualmente pelo site TripAdvisor. A escolha é feita por turistas nacionais e internacionais. As prainhas do Pontal do Atalaia estão em 2º lugar como as mais bem avaliadas no Brasil. A Praia do Farol está em 3º, enquanto a Praia do Forno, em 5º.

 

Scroll To Top