NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Informe

Tudo sobre os bastidores da política. E-mails para esta coluna: [email protected]

Saúde rodoviária em pauta em SG

Serviços foram prestados em homenagem a Semana do Trânsito, em São Gonçalo

Divulgação/Prefeitura de São Gonçalo

A garagem da viação Mauá, no Boaçu, em São Gonçalo, na Região Metropolitana, recebeu, na última segunda (16), a ação "Saúde e Educação". O evento faz parte das comemorações da Semana Nacional do Trânsito e atendeu cerca de 200 rodoviários durante todo o dia. Ao longo da semana, a Secretaria Municipal de Transportes dará continuidade ao calendário das atividades, com encerramento na próxima sexta-feira (20).

Mal-estar na Câmara

O vereador Andrigo (SD) se sentiu mal, na noite de terça (17), antes da sessão plenária começar, na Câmara Municipal de Niterói. O parlamentar teve um pico de pressão e teve de ser socorrido pelo colega Paulo Velasco (PTdoB), que é médico, e o acompanhou a um hospital. Após ser medicado, Andrigo recebeu alta.

Ponto eletrônico no Legislativo

O presidente da Câmara Municipal de Niterói, Milton Carlos Lopes, Cal (PP), determinou que sejam instalados pontos eletrônicos na entrada do prédio sede do Legislativo, a fim de aferir a regularidade da frequência dos servidores. A medida tem início no 1º dia útil de outubro.

Revitalização da indústria naval

A secretária municipal de Fazenda Giovanna Victer apresentou, na última segunda-feira (16), o plano da Prefeitura de Niterói para auxiliar na revitalização da Indústria Naval e na geração de empregos na cidade. Ela detalhou o projeto de Ativação Econômica da Frente Marítima de Niterói, na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), durante o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Naval, que será presidida pela vereadora Verônica Lima (PT). Entre as iniciativas do Executivo, está o investimento da ordem de R$ 200 milhões no setor.

Vila Isabel comemora 147 anos

Um dos mais emblemáticos bairros do Rio e reduto da tradição da boemia carioca está fazendo 147 anos. Vila Isabel estará em festa nos dias 27, 28 e 29 de setembro, e, para comemorar, a Superintendência da Grande Tijuca organizou uma festa regada a atrações culturais, muita música e serviços sociais. No local, uma divertida área de lazer montada para a criançada também estará disponível. "O evento terá diversão para toda a família, e só temos a agradecer o apoio dos envolvidos, tanto da iniciativa pública quanto da privada", disse o superintendente Hugo Leal. As atividades, entre shows musicais e atrações gastronômicas, acontecem no Boulevard 28 de Setembro, entre as Ruas Duque de Caxias e Souza Franco.

Saúde mental em pauta em Niterói

Para discutir e refletir sobre o suicídio decorrente do bullying na adolescência, o Projeto Bullying Nunca , com o apoio da Biblioteca Municipal Popular Cora Coralina, em Niterói, promoverá uma roda de conversa gratuita, nesta quarta-feira (18), das 14h às 16h. A primeira parte do evento, que é aberta ao público, acontece até as 15h. Em um segundo momento, o evento será fechado para um bate-papo com adolescentes, entre 14 e 18 anos, com a mediação de Carlos Castro, coordenador da saúde mental da Fundação Municipal de Saúde de Niterói.

CURTAS

O MPRJ, por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Meio Ambiente (CAO Meio Ambiente/MPRJ) participou, nesta semana, em conjunto com o MP de outros 16 estados, da terceira edição da Operação Mata Atlântica em Pé. O objetivo é coibir o desmatamento e proteger as regiões de floresta que integram o bioma, com apoio da Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (SEAS), do Inea e do Comando de Polícia Ambiental da PMERJ (CPAm).

O juíz Fábio Porto, auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), será o palestrante do seminário sobre "O uso da tecnologia no Judiciário", que a Comissão de Direito Digital do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) realiza no próximo dia 27 de setembro, das 9h30 às 12h, no plenário do IAB, no Centro do Rio. "Um dia, o computador vai apresentar uma minuta de decisão judicial, pois, num país que acumula 100 milhões de processos e o tempo médio de um processo leva 11 anos, a Justiça artesanal é inconcebível", afirmou Fábio Porto.

Scroll To Top