NITERÓI/RJ
Min:   Max:
Informe

Tudo sobre os bastidores da política. E-mails para esta coluna: [email protected]

Otimismo com universidades

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante apresentação do programa "Future-se".

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Às vésperas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será aplicado neste domingo, dia 3, e no próximo, 10 de novembro, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, diz que não prevê novos bloqueios de verba e que está otimista com o futuro das universidades federais do Brasil. "A situação nas universidades federais vai melhorar muito nos próximos anos", afirmou. "Para o ano que vem, o orçamento das universidades está mantido. Integralmente mantido", garantiu o ministro.

 

2,6 milhões de reprovações

No ano passado, mais de 2,6 milhões de estudantes de escolas públicas foram reprovados em suas respectivas séries, revela uma pesquisa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e do Instituto Claro. Desse total, mais de 1,2 milhão eram pretos e pardos, número que equivale ao dobro da soma de brancos. Após análise de dados recuperados do Censo Escolar, soube-se também que 84% dos alunos reprovados estudavam na zona urbana.

Do ensino médio ao fundamental

Ao todo, 737.597 estudantes que cursavam o ensino médio nas instituições públicas foram reprovados. Nas turmas da 6ª a 9ª séries do ensino fundamental, 1.106.429 alunos foram reprovados e terão que repetir o ano. Já entre aqueles matriculados nas séries iniciais desse nível de ensino, houve 776.314 reprovações.

Argentina: Bolsonaro não vai à posse

O presidente Jair Bolsonaro disse na sexta (1º) que não vai à posse do novo presidente da Argentina, Alberto Fernández, marcada para 10 de dezembro, em Buenos Aires. Fernández venceu as eleições pela coalizão de esquerda Frente de Todos e sua vice é a senadora Cristina Kirchner, ex-presidente do país. Bolsonaro é crítico do kirchnerismo e apoiou a reeleição do presidente Maurício Macri, derrotado nas urnas no último domingo (27).

Sem retaliação aos governantes

"Torci pelo outro [por Macri], mas vamos em frente, da minha parte não tem qualquer retaliação. Espero que eles [Fernández e Cristina] continuem fazendo política conosco semelhante ao que o Macri fez até agora", disse Bolsonaro. Ele visitou na sexta-feira, em Ceilândia, criança que passou por transplante.

eSocial substitui registro

Os empregadores que aderiram ao eSocial, sistema eletrônico de registro de dados, usarão a ferramenta para substituir o livro de registro de empregados. A mudança consta de portaria publicada na quinta (31), no Diário Oficial da União. Quem não optar pelo registro eletrônico continuará a fazer o registro em meio físico, mas terá um ano para adequarem os livros e fichas ao eSocial.

Scroll To Top