NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Famílias

No caso do crédito destinado a pessoas físicas, a estimativa passou de 12,2%, em dezembro, para 7,8%, no relatório divulgado hoje.

Para o BC, os empréstimos para pessoas físicas financiados com recursos livres "continuam sendo o principal vetor de crescimento do crédito no país". "Entretanto, o ritmo de expansão dessas modalidades em 2020 foi revisto para 10%, ante estimativa anterior de 15,4%, em linha com redução na expectativa de crescimento da economia e seus efeitos sobre o mercado de trabalho, com impactos sobre a expansão da massa salarial", diz o BC.

Em relação ao saldo de crédito com recursos direcionados, houve diminuição na projeção de crescimento divulgada em dezembro, de 8,1% para 5%.

"É importante notar que o ajuste nas projeções de 2020 concentrou-se majoritariamente nas operações de crédito financiadas com recursos livres, mais sensíveis ao ciclo econômico e que tiveram crescimento expressivo nos últimos anos", conclui o BC.

Scroll To Top