NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Chuvas, instabilidade e alerta para cheia de rios no Estado

Tempo instável deve permanecer no Rio de Janeiro até sexta-feira. Há possibilidade de elevação em níveis de rios

Tempo chuvoso deve permanecer até sexta-feira

Marcelo Feitosa

Áreas de instabilidade e nuvens carregadas se intensificaram sobre o Estado do Rio , provocando manhã de forte chuva nesta quarta-feira (9) e baixa na temperatura. Segundo o instituto Climatempo, a previsão é de céu nublado e chuva ao longo de todo o dia. O Alerta de Cheias do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) divulgou possível elevação dos rios em Niterói, São Gonçalo e no Rio.

O tempo deve permanecer instável ao longo de todo o dia. De acordo com o Climatempo, por conta da chuva e da falta de sol, a temperatura ficará mais baixa que o normal para esta época do ano. As regiões dos Lagos, Serrana, Costa Verde e todo o Sul Fluminense tem o predomínio de céu nublado, chuva e temperatura amena, enquanto no Norte e Noroeste Fluminense, será dia de mormaço e chuva a qualquer hora.

Em Niterói, nesta quarta-feira, a temperatura máxima é de 22 graus e a mínima é de 19 graus, em São Gonçalo, varia entre 23 graus e 18 graus. No Rio, a temperatura varia entre 24 graus e 17 graus. 

Moradores de Icaraí e Santa Rosa, na Zona Sul de Niterói, reclamam nas redes sociais sobre a falta de energia elétrica desde a noite de terça-feira (8), quando a chuva começou a apertar na cidade. Em nota, a Enel Distribuição Rio informa que as interrupções no fornecimento de energia registradas em Icaraí e em Itaipu foram normalizadas ainda na noite de terça.

"Em Icaraí, um poste foi atingido por um carro na rua Mem de Sá, causando a interrupção do serviço para o local. Em Itaipu, o contato de galhos de árvores com a rede elétrica causou o desarme na rede que atende parte do bairro. Técnicos da distribuidora realizaram os reparos necessários e restabeleceram o serviço", informou.

Bolsões d'água foram registrados em algumas vias de Niterói na manhã desta quarta-feira (9), o maior deles na Avenida Prefeito Silvio Picanço, em Charitas. Já em São Gonçalo, a prefeitura afirmou que a Defesa Civil não recebeu nenhuma ocorrência por conta de chuvas.

No Rio de Janeiro, o Centro de Operações Rio registrou, pelo menos, 25 bolsões em andamento. Ruas ficaram alagadas, atrapalhando o trânsito da cidade, incluindo a Avenida Brasil e trechos da orla de Botafogo, Lagoa Rodrigo de Freitas e São Conrado. Pontos de Benfica, Maracanã, Barra da Tijuca, Itanhangá e Joá também sofreram com acúmulo de água. A queda de uma árvore no Flamengo chegou a interditar parcialmente a Rua Ruy Barbosa.

Para esta quinta-feira, a previsão do Climatempo é de céu nublado e possibilidade de garoa para a Região Metropolitana e Costa Verde, mesmo com a diminuição das áreas de instabilidade. Nas outras regiões do estado, ainda há possibilidade de chuva, mas o sol pode aparecer.

A partir de sexta-feira (11) que o tempo começa a ficar mais seco e o sol volta a aparecer no Rio de Janeiro. A previsão é que praticamente não tenha mais chuva no Estado. Para o fim de semana, segundo o Climatempo, o ar ficará mais quente e seco, com sol forte e calor em todo o Rio de Janeiro.

Alerta de Cheias

O sistema de Alerta de Cheias do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) informou que, com a frente fria que deixa o tempo instável em todo o estado, há previsão de chuva fraca a moderada ao longo do dia nas regiões hidrográficas monitoradas.

Na manhã desta quarta-feira, há alerta para possível elevação dos rios em função da chuva em Petrópolis, Teresópolis, Barra Mansa, Angra dos Reis, Paraty, Niterói e São Gonçalo. O sistema também informou que o Rio Pavuna, em São João de Meriti, registrou uma subida de nível acima do normal.

Scroll To Top