NITERÓI/RJ
Min:   Max:

Municípios do Rio trabalham na limpeza das ruas após chuva

São Gonçalo, Itaboraí e Maricá foram algumas das cidades castigadas pelo temporal

Equipes da autarquia Serviços de Obras de Maricá (Somar) usam máquinas para desobstruir canais e rios

Divulgação / Fabrício Faqueco

Após forte chuva que atingiu o Rio de Janeiro na última segunda-feira, municípios trabalharam durante o dia de ontem para resolver os estragos causados.

Em Niterói, funcionários da Prefeitura atuaram nos serviços emergenciais de retirada de árvores, limpeza de ralos, caixas de passagem e ruas, orientação do trânsito e vistorias por conta das fortes chuvas que atingiram o Município.

A Clin, que atua na limpeza das vias com a remoção de resíduos, informa que está finalizando a lavagem em algumas ruas da cidade, além dos serviços diários. A Seconser concluiu o trabalho de rescaldo das chuvas ontem e segue nesta terça (14) com o trabalho que é realizado diariamente na cidade, atuando na manutenção e prevenção.

Na cidade de São Gonçalo, equipes da secretaria de Desenvolvimento Urbano intensificaram os trabalhos realizando diversas intervenções em diferentes pontos da cidade, efetuando troca de manilhas, limpeza de bueiros e rios.

Além disso, equipes da Defesa Civil e da secretaria de Desenvolvimento Social estão realizando cadastramento das pessoas desalojadas e atuando nos pontos de apoio nos bairros Salgueiro e Jardim Catarina, enquanto técnicos da Defesa Civil estão monitorando constantemente os pluviômetros da cidade, que ficam localizados nos bairros Tenente Jardim, Novo México, Sete Pontes, Gradim, Boa Vista, Engenho Pequeno e Arsenal.

O município de Maricá foi atingido por um volume de água de 177mm, o que equivale a quase 80% do acumulado previsto para todo o mês de janeiro. A prefeitura montou um esquema com vários órgãos municipais para atender aos moradores e transformou o Centro Municipal Caic Elomir Silva, em São José do Imbassaí, em base para receber os desabrigados.

As doações de colchonetes, água, roupas, calçados, alimentos não perecíveis, material de higiene pessoal e produtos de limpeza podem ser deixadas nos centros de Referência de Assistência Social (Cras) São José, Inoã, Jardim Atlântico, Itaipuaçu e Santa Paula.

Equipes da secretaria de Habitação se concentraram nas áreas de regularização fundiária como Rincão Mimoso (Itaipuaçu), Praia de Itaipuaçu, Camburi, Araçatiba, Jardim Nova Metrópole, Manu Manuela, Praça do Spar e Divineia. Funcionários passaram o dia fiscalizando as áreas para confirmar se houve algum deslizamento de terra que afete as moradias.

Por conta da previsão de novo temporal na quinta 16) e sexta-feira (17), a secretaria de Proteção e Defesa Civil coloca em prática o Plano Municipal de Contingência, com alertas de chuvas via SMS, vistorias das áreas de risco e trabalho de amenização de impactos junto demais secretarias municipais.

Em Itaboraí, equipes das secretarias municipais de Obras, Serviços Públicos, Segurança e Defesa Civil, Transporte, Saúde e Desenvolvimento Social realizaram trabalho nas principais áreas afetadas da cidade. O prefeito de Itaboraí, Dr. Sadinoel Souza está desde o início da manhã desta terça-feira (14/01) acompanhando o trabalho realizado pela Prefeitura, em Granjas Cabuçu, após as fortes chuvas da última segunda-feira.

Em Granjas Cabuçu, o prefeito Sadinoel Souza falou da situação da ponte e do que vai ser feito para resolver o problema.

"Nós estamos preocupados e começa agora o trabalho para recuperar a ponte. O nosso objetivo é que fique pronto o quanto antes, mas claro que isso depende do estado do solo. Nenhum esforço será medido para amenizar os problemas causados aos moradores", declarou.

Na manhã de terça-feira, uma equipe da Defesa Civil esteve no Loteamento Viver Melhor Itaboraí, na Reta, onde os moradores foram severamente afetados pela tempestade, para realizar uma vistoria estrutural detalhada de todo o transtorno causado. Além disso, a Secretaria Municipal de Habitação e Políticas Sociais, também enviou uma equipe para o local, para entender o que se passa em cada residência e prestar suporte às famílias afetadas.

A Região dos Lagos também foi afetada. Em Cabo Frio, cerca de mil funcionários da Comsercaf se dividem para limpar os bairros atingidos. De acordo com a prefeitura, nas ruas havia muito lixo espalhado e a areia tomou conta de diversas vias e bueiros.

No Caminho de Búzios, Tangará e Jardim Esperança, o trabalho foi voltado para a retirada de lixo dos bueiros e areia das ruas. O mesmo aconteceu no Manoel Corrêa. No Peró, alguns pontos ficaram alagados, mas após a estiagem, a drenagem foi rápida. Uma equipe atua no bairro para a coleta de folhas e areia. No Centro, Jacaré e Tamoios, além da desobstrução dos ralos urbanos, as equipes realizaram o recolhimento de móveis e inservíveis.

Scroll To Top