NITERÓI/RJ
Min:   Max:

COI cita caso "sem precedentes e imprevisível" em comunicado de adiamento da Tóquio-2020

Ainda não há uma data exata para a realização do evento no ano de 2021, mas é provável que o calendário estabelecido para este ano seja reaproveitado

Ontem, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que a pandemia do COVID-19 está acelerando

Divulgação

O Comitê Olímpico Internacional oficializou nesta terça-feira o adiamento dos Jogos de Tóquio-2020. Em nota oficial, a entidade detalhou a reunião virtual decisiva que decretou a postergação.

Participaram da chamada de conferência o Presidente do COI, Thomas Bach; o Primeiro Ministro do Japão, Abe Shinzo; Presidente do Comitê Organizador de Tóquio-2020, Mori Yoshiro; o ministro olímpico, Hashimoto Seiko; o governador de Tóquio, Koike Yuriko; o presidente da Comissão de Coordenação do COI, John Coates; o Diretor Geral do COI, Christophe De Kepper e o diretor executivo dos Jogos Olímpicos do COI, Christophe Dubi.

"Em uma reunião muito amigável e construtiva, o líderes elogiaram o trabalho do Comitê Organizador de Tóquio-2020 e observaram o grande progresso que está sendo feito no Japão para lutar contra o COVID-19", ressalta a nota.

"A propagação sem precedentes e imprevisível do surto fez a situação ao redor do mundo se deteriorar. Ontem, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que a pandemia do COVID-19 está acelerando. Atualmente, existem mais de 375.000 casos registrados em todo o mundo e em quase todos os países, e o número está aumentando a cada hora", lamenta o Comitê.

"Os líderes concordaram que os Jogos Olímpicos de Tóquio poderiam ser um farol de esperança para o mundo durante esses tempos difíceis e que a chama olímpica poderia se tornar a luz no fim do túnel em que o mundo se encontra atualmente. Portanto, foi acordado que a chama olímpica permanecerá no Japão. Também foi acordado que os Jogos manterão o nome de Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020", conclui o comunicado.

Ainda não há uma data exata para a realização do evento no ano de 2021, mas é provável que o calendário estabelecido para este ano seja reaproveitado. A abertura estava marcada para o dia 24 de julho.

Scroll To Top